logomarca
Cuiabá, 15 de Julho de 2024.

Variedade Terça-feira, 11 de Junho de 2024, 14:58 - A | A

Terça-feira, 11 de Junho de 2024, 14h:58 - A | A

varejo têxtil

Época de frio e festas juninas impulsionam vendas no varejo têxtil

Divulgação

handler (5).jpg

 

Em meio ao inverno e à tradicional época das festas juninas, o varejo têxtil brasileiro prepara-se para colher os frutos do aumento na procura por roupas e acessórios para enfrentar as baixas temperaturas e entrar no clima das festividades juninas. O Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejista) projeta um aumento de até 7,5% nas vendas de artigos de inverno, tais como jaquetas, casacos, botas, acessórios e roupas de cama (cobertores, mantas e edredons).

Historicamente, o trimestre junho, julho e agosto representa uma parcela considerável das vendas dos artigos de inverno. O diretor executivo da Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX), Edmundo Lima, reforça: “As temperaturas mais baixas que atingem principalmente as regiões Sul e Sudeste do País aumentam a atratividade dos produtos, especialmente em datas comemorativas como o Dia dos Namorados”, observa.
 ‎   ‌
O inverno de 2024 será marcado por frentes frias mais intensas, de acordo dados do Climatempo. As baixas temperaturas serão provocadas pelo resfriamento do oceano Pacífico equatorial, em razão do fenômeno climático La Niña. Uma pesquisa realizada pela Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês) levantou uma probabilidade de 65% de o fenômeno retornar até agosto deste ano. Caso isso se confirme, o inverno de 2024 contará períodos mais frios e secos, principalmente no Sul do país.

Ele também observou que a procura por peças típicas para as festas de São João e demais eventos juninos tem crescido, com o varejo de moda ofertando um mix variado de opções.

 

Sobre a ABVTEX

Fundada em 1999, a Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX) é a entidade que congrega as mais representativas redes nacionais e internacionais de varejo de moda, que comercializam itens de vestuário, calçados, bolsas, acessórios, além de artigos têxteis para o lar. É a principal interlocutora do setor junto a entidades ligadas à indústria, comércio e serviços; autoridades dos governos federal, estaduais e municipais; ONGs e associações; imprensa; e a sociedade em geral.

Promotora do diálogo entre toda a cadeia de valor da moda, a ABVTEX é reconhecida por suas iniciativas em prol do compliance, fornecimento responsável e a promoção do trabalho digno, por meio do Programa ABVTEX. Possui ainda como pilares de atuação o combate à falta de isonomia tributária frente aos e-commerces internacionais, à informalidade e o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva que abastece o varejo de moda, entre outras frentes.




Comente esta notícia