logomarca
Cuiabá, 18 de Julho de 2024.

Saúde Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2024, 10:07 - A | A

Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2024, 10h:07 - A | A

FEVEREIRO LARANJA

Exames genéticos podem auxiliar na definição diagnóstica e orientação para tratamento das leucemias

Análises genéticas podem ajudar a identificar com exatidão o tipo do câncer e a definir terapias mais eficazes

Divulgação

photo-output (1).jpg

 

A cada ano, 400 mil crianças e jovens de até 19 anos são diagnosticados com câncer em todo o mundo, segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de 2021. Neste Dia Mundial de Combate ao Câncer Infantil, 15 de fevereiro, o Sabin Diagnóstico e Saúde destaca o papel da genômica para direcionar tratamentos mais eficazes – reduzindo os danos às células saudáveis – e para monitorar a resposta às terapias aplicadas.

De acordo com a OMS, as leucemias e linfomas estão entre as formas mais frequentes do câncer pediátrico.  “Independentemente da idade, o diagnóstico precoce geralmente está associado a uma maior perspectiva de cura”, explica a médica geneticista do Sabin Diagnóstico e Saúde, Rosenelle Araújo.

Diferentemente da doença em adultos, a maioria dos tipos de câncer pediátrico não possui causa ambiental conhecida. Pesquisa citada pela OMS estima que 10% dos casos da doença em crianças e adolescentes são associados à predisposição genética. “O setor de Genômica oferece exames para investigações adicionais após o diagnóstico de câncer, conforme a indicação médica, tanto para investigação de predisposição hereditária ao câncer, quanto análises somáticas a partir de amostras tumorais para pesquisar variantes responsáveis por neoplasias hematológicas”, resume Rosenelle.

 

PARA SABER MAIS | Genômica no Câncer Pediátrico 

  • O médico pode indicar a análise genética para avaliar a possibilidade de prescrição de terapias direcionadas, visando identificar mutações específicas presentes na neoplasia. Com isso, é possível realizar tratamentos mais precisos e eficazes, inclusive, reduzindo os danos às células saudáveis;

  • Além disso, em casos em que exista suspeita de uma síndrome de predisposição hereditária ao câncer, testes genéticos germinativos (que buscam alterações constitucionais) podem ajudar a definir o diagnóstico, com implicações para o acompanhamento do paciente e da sua família.

 

Grupo Sabin | Referência em saúde, destaque em gestão de pessoas e liderança feminina, dedicado às melhores práticas sustentáveis e atuante nas comunidades onde está presente, o Grupo Sabin nasceu na capital federal, fruto da coragem e determinação de duas empreendedoras, Janete Vaz e Sandra Soares Costa, em 1984. Hoje conta com cerca de 7000 colaboradores unidos pelo propósito de inspirar pessoas a cuidar de pessoas. 

Presente em 15 estados, além do Distrito Federal, a empresa oferece serviços de saúde com excelência, inovação e responsabilidade socioambiental às 78 cidades em que está presente e em 350 unidades distribuídas de norte a sul do país.   

O ecossistema de saúde do Grupo Sabin integra um portfólio de negócios que contempla análises clínicas, diagnósticos por imagem, anatomia patológica, genômica, imunização e check-up executivo.  Além disso, contempla também serviços de atenção primária contribuindo para a gestão de saúde de grupos populacionais por meio de programas e linhas de cuidados coordenados, pela Amparo Saúde e plataforma integradora de serviços de saúde - Rita Saúde - solução digital que conta com diversos parceiros como farmácias, médicos e outros profissionais, promovendo acesso à saúde com qualidade e eficiência. 

 

 

Para conhecer mais sobre o Grupo Sabin, acesse o site da companhia.    

No LinkedIn da empresa também é possível conferir todas as novidades.        




Comente esta notícia