logomarca
Cuiabá, 21 de Junho de 2024.

Mulher em Destaque Quarta-feira, 22 de Novembro de 2023, 17:32 - A | A

Quarta-feira, 22 de Novembro de 2023, 17h:32 - A | A

Empoderamento feminino

Cerca de 250 empreendedoras participaram do 7º Encontro Mulher Potência

O evento ocorreu no sábado (18.11), das 13h às 20h, na Fecomércio, com palestras, rodada de negócios, exposição de produtos, talk show, coquetel, parcerias e conexões  

Fonte: Rose Domingues

Divulgação

1283D904-CE06-4984-8D17-400AFD60A060.jpeg

 


Em celebração ao Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, cerca de 250 mulheres empreendedoras participaram da 7ª edição do Mulher Potência no sábado (18), das 13h às 20h, no auditório da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio-MT), em Cuiabá.

A idealizadora e organizadora do evento, Kátia Arruda, explica que foram realizadas diversas atividades com o objetivo de “empoderar mulheres” por meio de conhecimento, troca de informações e de uma rede de apoio que ofereça suporte às empreendedoras mato-grossenses. “O formato é dinâmico, compreendeu palestras, talk show, rodada de negócios, exposição de produtos, networking, parcerias, conexões, coquetel e sorteios”.

O evento contou com cinco palestrantes de peso, entre elas, a própria Kátia, que falou da sua história pessoal e do sonho de transformar vidas através do empreendedorismo. Somando as seis edições, ela avalia que pelo menos 600 mulheres já participaram do projeto que surgiu de uma necessidade de fazer transição de carreira.

“Quando me desliguei do serviço público, mesmo com 35 anos de experiência e um currículo como administradora e Mestre em Gestão de Pessoas, não estava conseguindo recolocação no mercado devido à minha idade, foi quando voltei a estudar e me redescobri no empreendedorismo feminino”, destacou.

Para a palestrante Tinara Fava, construir uma marca magnética demanda muito mais do que investir em marketing digital, é importante fortalecer a própria essência e estabelecer conexões verdadeiras. “As pessoas compram você muito antes de comprar o seu produto ou serviço, por isso seja verdadeira, coerente e humana”.

 

Divulgação

2886CD85-101F-48F6-B0D2-186591131C8D.jpeg

 

A advogada Taína Fava questionou as participantes por meio de exercícios sistêmicos para descobrir se realmente estavam ocupando o lugar certo na própria vida. “Fluir exige que estejamos atentas ao lugar onde estamos, porque apenas nesse lugar é que alcançamos a potência máxima para alcançar nossos sonhos”.

Vamos falar sobre dinheiro? Dagiele Weippert mostrou a partir da própria trajetória de altos e baixos, iniciando como gerente de banco endividada, que é possível se tornar uma empresária que fatura milhões a partir da educação financeira. “Tenham coragem de enfrentar seus medos, suas dores, e adotem hábitos financeiros saudáveis, ah, e quanto antes separem a conta particular da empresarial!”, ensinou.

A vereadora Maysa Leão enfatizou que nem tudo são flores para alcançar o almejado sucesso, que ela tentou mais de 30 vezes o vestibular até entrar para o curso de medicina, mas que depois descobriu que não era o que queria e desistiu. “Faria tudo outra vez, porque trilhar esse caminho me fortaleceu”. A carreira como blogueira deslanchou porque ela ouviu a própria intuição. “Empreender é sobre enxergar oportunidades onde os outros não estão vendo, naquela época tive o insight que a internet e as redes sociais tinham vindo para ficar e por isso investi muito, trabalhei”.

Divulgação

7627FE80-EFAB-431D-86CC-7683741D80AD.jpeg

 


Durante o talk show, as empresárias Sueli Batista e  Zilda Zompero  relataram suas histórias de superação e sucesso. Para a fundadora da BPW Cuiabá, criadora, junto com sua sócia Mariza Bazo,  do portal Rosa Choque  e past presidente da Academia Mato-Grossense de Letras, Sueli Batista, o protagonismo feminino é fundamental em todas as áreas da sociedade, seja na economia, na política, na comunicação, na cultura ou na defesa de direitos fundamentais.

Divulgação

6BA755B6-A136-43F7-BB82-7B8BA09703B2.jpeg

 

“Todas as palestras contribuíram com o empoderamento e a evolução das mulheres, é importante que tenhamos uma sociedade mais justa e equilibrada, onde todas tenham voz e vez, onde haja oportunidades de melhoria e mudança. O evento sem dúvida coloca na prática a sororidade real, porque não era apenas discurso, eram mulheres reais falando de suas dores, adversidades e sonhos”, ponderou Sueli.

Zilda Zompero, lightdesigner,  empresária há 30 anos e sócia proprietária da Eletro Fios, falou sobre a importância de ter um olhar inovador. “Devemos estar atentas às tendências de mercado, seja para novos conhecimentos ou produtos inovadores. A busca pela tecnologia e o aprimoramento da equipe profissional são investimentos importantes do negócio, paralelamente, oriento quem está começando a investir em atividades associativas para ampliar e fortalecer a rede de relacionamentos”. 

 

Divulgação

6F5BC51C-0571-46DA-90B2-EC5D85479254.jpeg

 

Engajamento social

 

O evento contou ainda com a participação de 10 integrantes da entidade LÍRIOS - Liga de Reestruturação das Irmãs Ofendidas em seu Sentimento, que está localizada no bairro Jardim Imperador, em Várzea Grande, que assiste mulheres em vulnerabilidade social com atendimento psicológico. A cada edição do Mulher Potência, o objetivo é oferecer oportunidade de crescimento pessoal e profissional a mulheres de baixa renda.

 

Empreendedorismo feminino 

 

Dia 19 de novembro foi o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino. Atualmente, o Brasil soma cerca de 30 milhões de empreendedoras (Global Entrepreneurship Monitor), o que representa 48,7% de todo o mercado. Entre 2014 e 2019, o Sebrae estima um aumento de 124% no número de mulheres que decidiram abrir seu próprio. Apesar dos avanços, a atuação da mulher continua repleta de desafios, como falta de acesso a financiamentos, jornada múltipla, alta carga tributária e excesso de burocracia.




Comente esta notícia