logomarca
Cuiabá, 19 de Julho de 2024.

Variedade Segunda-feira, 01 de Janeiro de 2024, 19:16 - A | A

Segunda-feira, 01 de Janeiro de 2024, 19h:16 - A | A

JESUS ESTÁ NA MODA

'The Chosen': o fenômeno que confirma a popularidade do Evangelho

Fonte: Veja

Divulgação

50E48A7C-CDF2-462E-890D-17E0076C9E23.jpeg

 


Nas palavras proferidas no Sermão da Montanha, Jesus transcendeu barreiras religiosas ao dizer, no início, "Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados". Esta passagem, encontrada nos Evangelhos, é frequentemente revisitada em filmes, séries e novelas cristãs, como nas produções da Record, destacando-se sempre de maneira grandiosa, fortalecendo a presença messiânica e épica de Jesus.

Entretanto, em 'The Chosen: os Escolhidos', uma abordagem diferente é adotada. No episódio que inaugura a terceira temporada, Jesus discursa ao som de uma música pop com batidas de R&B, conferindo um ritmo jovial ao sermão. A câmera, ao invés de focar exclusivamente no pregador, prefere explorar o ambiente, capturando reações de personagens como Pedro, Judas Iscariotes e Maria Madalena.

Ao final, alguns estão maravilhados, outros desconfiados, e um indivíduo sincero até sugere que o discurso foi bom, mas um tanto extenso. Jonathan Roumie, interpretando Jesus, ri da crítica; em 'The Chosen', o Messias cristão é sereno, carismático e amigável, uma estratégia que aproxima o espectador da divindade. Os demais personagens também se tornam mais acessíveis, transformando coadjuvantes bíblicos em protagonistas, refletindo dilemas humanos atemporais, relevantes desde a época de Cristo até o século XXI.

Além dos doze discípulos, outros personagens menos mencionados nas igrejas assumem papéis importantes. Mulheres como Maria Madalena, a ex-prostituta atormentada por espíritos malignos que se tornou seguidora de Jesus, enfrentam situações como aborto espontâneo, doenças incuráveis, dívidas financeiras e violência contra a mulher, tudo inserido em cenários cotidianos que variam de bares de apostas a flertes cômicos entre casais. Num retrato peculiar, Mateus, o coletor de impostos, deixa de ser visto como ganancioso para ser apresentado como possuindo características que sugerem um espectro autista, encontrando segurança ao seguir regras bem definidas, como as da Lei Romana.

Lançada em 2019, 'The Chosen' se destaca pela qualidade superior em comparação com as recentes produções bíblicas, graças a uma produção cuidadosa e a um roteiro que foge do convencional. Mais intrigante ainda é a forma como desafiou as lógicas de mercado. Financiada por meio de crowdfunding, que arrecadou 10 milhões de dólares, a série, gravada no Texas, é transmitida gratuitamente através de um aplicativo com o nome do programa, inclusive com legendas em várias línguas, incluindo o português. A explosão de audiência, alcançando 390 milhões de espectadores, atraiu a atenção das plataformas de streaming, como Netflix e Globoplay no Brasil, e Prime Video, da Amazon, internacionalmente.

De acordo com o agregador de conteúdo JustWatch, 'The Chosen' se destaca como uma das séries mais assistidas pelos brasileiros nos últimos meses, ao lado de títulos como Succession e Ted Lasso. O lado alternativo da Bíblia também conquista popularidade.




Comente esta notícia