logomarca
Cuiabá, 15 de Julho de 2024.

Variedade Quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024, 15:43 - A | A

Quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024, 15h:43 - A | A

investimento

Mais de 52% das Sugar Babies são universitárias, aponta pesquisa

O estudo revela que 5 milhões de Sugar Babies frequentam uma faculdade, onde 80% tem seus estudos financiados por um Sugar Daddy

Divulgação

unnamed (74).jpg

 

Uma pesquisa conduzida pelo site de relacionamento Sugar, MeuPatrocínio, revelou detalhes sobre a educação e as aspirações profissionais das Sugar Babies no Brasil. O levantamento foi feito sobre as 10 milhões de Sugar Babies cadastradas na plataforma. E, dentre elas, 52,33% afirmam serem universitárias, representando um total de 5 milhões de estudantes.

A Faculdade Estácio de Sá se destacou como a instituição de ensino superior mais frequentada pelas Sugar Babies que frequentam a instituição, com 10,73%. A Universidade Anhanguera (9,50%) e a Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) com 4,86% seguem como escolhas populares, enquanto a Pontifícia Universidade Católica (PUC) e a Universidade Anhembi Morumbi completam a lista das cinco principais universidades, com 4,57% e 4,01%, respectivamente.

Para Caio Bittencourt, especialista em relacionamento do site MeuPatrocínio, o estilo de vida Sugar ajuda essas jovens a correrem atrás de seus próprios objetivos. "Quando o relacionamento é saudável, o parceiro ou parceira sempre almeja e apoia o sucesso do outro, e na relação Sugar isso não é diferente. A Sugar Baby é uma pessoa obstinada, com objetivos claros, e as trocas com um homem maduro, generoso e com uma rede de contatos bem estabelecida ajudam-na a prosperar", destaca.

Entre os cursos mais escolhidos estão Direito (12,20%), Administração (10,66%), Biomedicina (8,79%), Enfermagem (8,69%) e Medicina (6,22%). A pesquisa também revelou que a maioria dessas jovens, com uma idade média de 27 anos, busca a independência financeira e o sucesso profissional através desses relacionamentos.

Mais de 80% dos Sugar Daddies do MeuPatrocínio investem na educação de suas parceiras, fornecendo não apenas o custeio da mensalidade, mas também cobrindo despesas com livros, materiais específicos e outras necessidades. Além disso, 77,71% das Sugar Babies entrevistadas expressaram o desejo de abrir o próprio negócio após a formatura, refletindo suas ambições profissionais e empresariais.

A pesquisa também destacou o papel do relacionamento Sugar na vida dessas mulheres. Muitos Sugar Daddies não só contribuem financeiramente, mas também oferecem apoio emocional, estímulo acadêmico e até mesmo uma rede de contatos profissionais. Esses aspectos são cruciais para a prosperidade das Sugar Babies, com muitas delas recebendo mimos adicionais, como viagens e joias, além do suporte educacional.

"Esses dados mostram que essas jovens estão determinadas em conquistar a independência financeira e alcançar o sucesso que tanto almejam. É claro que a ajuda por parte do Sugar Daddy é uma grande contribuição, mas nada se compara à troca de experiências e ao apoio emocional que os Daddies são capazes de proporcionar", conclui Caio.

O estudo enfatiza a crescente popularidade e aceitação desse estilo de relação, conhecida como ‘relacionamento Sugar’ onde a generosidade e a transparência são características centrais. Essa tendência induz a uma mudança nas normas sociais e nas expectativas de relacionamento, especialmente entre as jovens que buscam alternativas para financiar seus estudos e alcançar seus objetivos profissionais e pessoais.

Divulgação

unnamed (75).jpg

 




Comente esta notícia