logomarca
Cuiabá, 13 de Junho de 2024.

Variedade Sexta-feira, 24 de Novembro de 2023, 10:03 - A | A

Sexta-feira, 24 de Novembro de 2023, 10h:03 - A | A

sustentabilidade

ExpoAmazônia promove 90 palestras gratuitas para desenvolvimento sustentável na Região Norte

Trilhas de conhecimento reúnem especialistas de temas que variam de economia verde à realidade virtual e simulações na indústria 4.0

Divulgação

Divulgação - ExpoAmazônia Bio&TIC (3).jpg

 

Debater sobre as mais diversas esferas para alavancar os polos de Bioeconomia (BIO) e Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) como vetores econômicos viáveis e sustentáveis para o desenvolvimento socioeconômico da Amazônia é a proposta da ExpoAmazônia Bio&TIC 2023. Em sua programação, o evento também promoverá seis trilhas com aproximadamente 90 palestras gratuitas sobre temas de grande importância à região amazônica.

Considerado o maior evento de tecnologia, negócios e bioeconomia da Região Norte, a Expo acontecerá na próxima semana, do dia 28 a 30 de novembro, a partir das 14h, com entrada gratuita, no Studio 5 Centro de Convenções, em Manaus (AM). 

A intenção é criar a convergência entre as trilhas e enriquecer a visão do público, conforme explica Vânia Thaumaturgo, presidente do Conselho de Administração da Associação do Polo Digital de Manaus (APDM), uma das instituições organizadoras da feira. “Assim como a sustentabilidade une os eixos ambiental, econômico e social, as trilhas seguem a mesma proposta. Falar da Amazônia é admitir uma imensa complexidade. Então, reunir diferentes olhares e ideias se configura como um passo muito importante para solucionarmos problemas e alcançarmos o desenvolvimento socioeconômico da região”, explica.

Para garantir mais informações como horário, salas e palestrantes, está disponível gratuitamente o aplicativo oficial da ExpoAmazônia Bio&TIC tanto na Play Store, quanto na Apple Store. A programação consta ainda no site expoamazonia.com.

Divulgação

Divulgação - ExpoAmazônia Bio&TIC (2).jpg

 

A expectativa para o evento é reunir mais de 16 mil visitantes, 85 startups, 32 expositores e 120 palestrantes para abordar as trilhas de conhecimento de bioeconomia: bioeconomia, biotecnologia e mercados; produções acadêmicas em Bio&TIC; empreendedorismo e gestão de negócios; Tecnologia da Informação e Comunicação e mercados; valorização dos saberes tradicionais; e economia criativa e cultura.

O crescimento econômico do Amazonas se deu muito baseado nas tecnologias de TIC (eletroeletrônicos e informática), pois essa foi a principal atuação do Polo Industrial de Manaus (PIM). As cadeias produtivas sempre ficaram como potencial, apesar da busca pelo desenvolvimento baseado na biodiversidade amazônica. É o que pontua Paulo Simonetti, líder de captação do Idesam e gestor do PPBio, instituição que também organiza a feira.

"A conexão de BIO&TIC é tão importante, é levar as tecnologias disponíveis no mercado para a modernização do uso da biodiversidade, permitindo o aperfeiçoamento em volume e em qualidade da produção dos produtos amazônicos. Essa feira consagra essa conexão e apresenta à população o que já tem sido feito, o que está por vir e todas as oportunidades de negócio e desenvolvimento regional associado.", enfatiza.

No primeiro dia, 28 de novembro, ocorrerão algumas palestras, como: “Produto Digital - Gerando impacto significativo no setor do varejo”, com Adriano Jorge, que possui mais de 14 anos de experiência em TIC - tecnologia da informação e comunicação, com conhecimentos em gestão de produtos, projetos e práticas agile; “X-Skills - Simulando o Impacto de suas Decisões”, com Roberto Ueno, coordenador de eventos inovadores como o Startup Weekend Social e Hackathons, criador de LABs de Inovação e embaixador do Instituto Galileu para Educação; e “Emergent Giants - Utilização de tecnologia para ganhar na escala”, com Diogo Garcia, sócio-diretor na área de Emerging Giants & Venture Capital da KPMG Brasil e líder da Confraria do Empreendedor.

Divulgação

Divulgação - ExpoAmazônia Bio&TIC (1).jpg

 

Além disso, a solenidade de abertura do evento, às 15h, terá a participação de Bosco Saraiva, superintendente da Zona Franca de Manaus (Suframa); Radyr Júnior, secretário municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi); Serafim Corrêa, secretário estadual do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti); Rodrigo Rollemberg, secretário de Economia Verde, Descarbonização e Bioindústria do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC); entre outros.

No segundo dia, 29, haverá várias palestras, incluindo: “Iniciativas de digitalização na Educação Profissional e Tecnológica com foco na Economia Verde”, apresentada pelo Dr. Volkmar Schuler, docente referência em Indústria e novas tecnologias no Brasil; “Fórum de Tecnologias aplicados à Bioeconomia”, mesa-redonda apresentada por Michella Lasmar, docente da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e bolsista pesquisadora do Projeto de P&D Samsung Ocean; e “Ecossistema de empresas de base científica em Israel”, com Moti Meier, diretor executivo de Desenvolvimento de Negócios e Inovação da Haifa Economic Corporation e um dos pioneiros do ecossistema empreendedor tecnológico em Haifa e no Norte de Israel, e também com Ricardo Lomaski, gerente de programas de startups em Israel nos últimos seis anos e CEO no Innovation Hub Brazil Israel.

Já no encerramento, dia 30, acontecerá alguns destaques como: “Workshop de ideação ‘Da ciência para os negócios’”, apresentado por Michella Lasmar, das 15h às 19h, voltado para pesquisadores iniciantes ou avançados que acreditam que suas pesquisas podem se transformar em negócios; “Realidade Virtual e Simulações na Indústria 4.0”, com Ariel Marcelo Madril, desenvolvedor, líder de equipe, especialista de desenvolvimento de jogos e realidade virtual; “DeepTechs na Amazônia, contexto sobre a potência da Amazônia e três cases locais de deeptechs (tecnologias ou startups) que geram impacto na região”, apresentada por Mayra Castro, fundadora da InvestAmazônia, empresa de design de projetos e parcerias na região amazônica; e “4ª Revolução Industrial: tecnologias, aplicações e oportunidades”, professor da Universidade Federal do Pará (UFPA) e bolsista de produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora (CNPq).

 

Sobre

A ExpoAmazônia Bio&TIC 2023 é uma realização da Associação do Polo Digital de Manaus (APDM), Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam), Governo do Amazonas - por meio da Secretaria de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti-AM) -, Prefeitura de Manaus - por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e Centro de Bionegócios da Amazônia (CBA).

Além de discutir, integrar, consolidar e alavancar os polos de Bioeconomia e de Tecnologia da Informação e Comunicação da região como dois vetores econômicos viáveis e sustentáveis para a manutenção da floresta amazônica e para o desenvolvimento socioeconômico dos povos da Amazônia, a feira visa fortalecer os ecossistemas de Bio&TIC e integrá-los constantemente com os atores dos ecossistemas nacionais e internacionais de inovação.




Comente esta notícia