logomarca
Cuiabá, 19 de Julho de 2024.

Saúde Quinta-feira, 04 de Julho de 2024, 20:47 - A | A

Quinta-feira, 04 de Julho de 2024, 20h:47 - A | A

Alerta

Reconheça os Sinais: agindo contra a Insuficiência Cardíaca

Identificar os alertas precoces pode evitar complicações no coração e salvar vidas

Divulgação

d5cd2f93-3ed0-4e68-a953-828325ab6622.jpeg

 

 

A insuficiência cardíaca é uma condição séria que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Conhecida como a incapacidade do coração de bombear sangue suficiente para atender às necessidades do corpo, essa situação requer atenção e diagnóstico precoce para garantir um tratamento eficaz. No Dia Nacional de Alerta contra a Insuficiência Cardíaca, comemorado neste mês de julho, é crucial entender os sinais de alerta e a importância de uma descoberta antecipada.

Apesar de ser mais comum entre idosos, a doença pode surgir em qualquer idade, inclusive em crianças. De acordo com Josiana Oliveira, Especialista em Cardiologia e professora do curso de Enfermagem da UNINASSAU Rio de Janeiro, um dos principais desafios desta enfermidade é que os sintomas são frequentemente confundidos com outros problemas de saúde. “A insuficiência cardíaca apresenta-se com indícios típicos que frequentemente causam grande impacto na execução de atividades da vida diária como caminhar e subir escadas e na qualidade de vida das pessoas que convivem com essa circunstância”, afirma a enfermeira.

O inchaço nos pés e pernas, cansaço e intolerância ao exercício são alguns indicadores. Isto ocorre devido ao acúmulo de fluidos no corpo, uma vez que o coração não está bombeando o sangue de forma adequada. “Além disso, podem ser observados tosse noturna, ganho de peso devido ao edema, dor abdominal e perda de apetite”, acrescenta Josiana.

É importante observar esses alertas e ficar atento aos possíveis eventos que possam causar danos ao coração como pressão alta, ataque cardíaco, anemia, doenças pulmonares ou renais, entre outras. Portanto, procurar ajuda médica para obtenção de um diagnóstico precoce do adoecimento contribui para que a insuficiência cardíaca piore progressivamente e cause danos maiores ao coração.

 Em caso de aparecimento desses sintomas, é recomendável procurar ajuda médica para realização de exames. De acordo com a profissional da área de saúde, os que já foram acometidos com a enfermidade devem ter cuidado redobrado. “Os indivíduos que já tiveram esse diagnóstico devem ter atenção cuidadosa na exacerbação dos sinais de alerta, que podem indicar a descompensação da doença. Ou seja, requer atendimento emergencial”, ressalta a professora e Mestra de Enfermagem.




Comente esta notícia