logomarca
Cuiabá, 14 de Julho de 2024.

Pet Sábado, 20 de Janeiro de 2024, 17:04 - A | A

Sábado, 20 de Janeiro de 2024, 17h:04 - A | A

Viagem com pet

Vai viajar com o pet de avião? Veja quais procedimentos tomar

Viajar com animais no avião requer uma programação antecipada para evitar transtornos

Divulgação

76E3B55B-E21B-4A1A-94CB-04137A0F6D9F.jpeg

 


É preciso de muita atenção 
 aos procedimentos de transporte de animais no avião e se planejar com antecedência para que a viagem não vire um pesadelo.

Simone Cordeiro, diretora-comercial da Au! Happy, plano de saúde voltado para pets, explica que, antes de viajar, o primeiro passo é providenciar o comprovante de vacinação e um atestado de saúde do animal. “A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) exige que o tutor apresente a carteira de vacinação do animal contendo a vacina antirrábica aplicada 30 dias antes da data de embarque, e um comprovante atestado por um médico veterinário mostrando que o animal está sadio e apto para viajar. Além disso, é importante consultar a companhia aérea, porque algumas regras podem variar”, esclarece.

Outro fator importante a considerar é a escolha de uma caixa de transporte adequada. Ela deve ter a dimensão correta para garantir que o animal se mova sem dificuldades e se sinta seguro e confortável no ambiente de transporte. Além disso, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) orienta que o dono acostume seu pet a se adaptar à caixa de transporte.

“Assim como nós, cães e gatos também podem se sentir nervosos e ansiosos. Antes da data de embarque, é recomendado fazer uma pré-adaptação à caixa de transporte para evitar a agitação do animal durante a viagem”, complementa.

Para que o animal viaje na cabine do avião, é necessário checar as regras junto às companhias aéreas. Veja algumas das principais linhas brasileiras:

Azul: o animal deve ter mais de 4 meses de idade e pode pesar até 10 kg (animal + caixinha);

Gol: o animal deve ter mais de 6 meses de idade e pode pesar até 10 kg (animal + caixinha);

Latam: o peso total não pode ultrapassar 7 kg (animal + caixinha) e o pet deve ter, pelo menos, 4 meses de vida.

Com o planejamento certo e os cuidados necessários, é possível garantir uma viagem tranquila e segura para os tutores, para o animal e todos os outros passageiros na aeronave.

 




Comente esta notícia