logomarca
Cuiabá, 20 de Julho de 2024.

Pet Segunda-feira, 01 de Julho de 2024, 23:17 - A | A

Segunda-feira, 01 de Julho de 2024, 23h:17 - A | A

Perigos

O perigo dos fogos de artifício para os pets durante as festas juninas

As festas juninas são marcadas por danças, comidas típicas e, sem dúvidas, os tradicionais fogos de artifício. Apesar de serem espetáculos luminosos para os humanos, eles representam um grande perigo para os animais de estimação, cuja sensibilidade auditiva é muito mais aguçada. O impacto dos estrondos pode causar estresse e medo intensos em cães, gatos, aves e roedores. Portanto, é essencial compreender esses efeitos e tomar medidas de proteção eficazes para garantir o bem-estar dos pets durante essas celebrações.

Os animais têm uma resposta natural de defesa contra barulhos altos e repentinos, mas os fogos de artifício desencadeiam uma série de comportamentos de estresse. De acordo com a médica veterinária e professora do curso de Medicina Veterinária da UNINASSAU Rio de Janeiro, Glauce Araújo, os sinais de desconforto incluem tremores, busca por refúgio, vocalizações de angústia e, em casos extremos, tentativas de fuga, que podem resultar em acidentes. "Em animais com predisposição a crises epilépticas, os ruídos podem até causar convulsões", alerta.

Para minimizar o estresse dos pets durante as festividades, há várias estratégias para os tutores adotarem. “Mantê-los em um ambiente protegido dos barulhos, colocar sons calmantes para abafar os estrondos externos, não deixá-los sozinhos e consultar um veterinário sobre o uso de calmantes fitoterápicos são algumas medidas recomendadas”, sugere Glauce. Outra técnica eficaz é a proteção com uma faixa de tecido, conhecida como Tellington Touch. Ela pode proporcionar uma sensação de segurança ao animal.

“Nessa técnica, é preciso envolver o corpo do animal com faixas de tecido de forma estratégica. Isso cria uma sensação de pressão, ajudando a harmonizar a psique e o tronco do pet, deixando-o mais calmo. No entanto, é importante notar que ela não é uma solução única, pois o nível de fobia varia”, explica a veterinária. Apesar disso, essa abordagem pode ser parte de uma estratégia mais ampla para ajudá-lo a enfrentar o medo.

Proteger os pets dos impactos negativos dos fogos de artifício durante as festas juninas é uma responsabilidade que exige atenção e cuidado. Compreender os sinais de estresse e adotar medidas preventivas adequadas podem fazer toda a diferença para garantir segurança e tranquilidade para os amigos de quatro patas.




Comente esta notícia