logomarca
Cuiabá, 21 de Junho de 2024.

A | A

Fortalecimento

Arquitetura e marketing: áreas que andam lado a lado em feiras de negócios

Texto: Monique Amboni

Divulgação

D27B8DA6-36B6-4A8C-B5A2-95CFDC375D21.jpeg

 


Profissionais criam estratégias para fortalecer identidade da marca e, ao mesmo tempo, atrair empreendedores e promover networking

 

Quando se trata de feiras de negócios, a arquitetura e o marketing caminham lado a lado. Tudo é planejado para que empresários ou futuros clientes cheguem ao estande e estabeleçam parcerias. Portanto, o objetivo do arquiteto é criar espaços, sejam eles lúdicos ou interativos, que promovam conexões. Assim como o profissional de marketing, que analisa e estuda novas tendências para refletir a personalidade da empresa. Por esse motivo, trabalhar com essas duas áreas é de extrema importância para obter resultados positivos.

Antes de conceber um estande de alta qualidade e padrão, o arquiteto conduz entrevistas com a equipe de marketing para compreender a identidade da marca em profundidade. O contato possibilita o desenvolvimento de um projeto completo e preciso. "Essa conversa é crucial, pois nos permite compreender o posicionamento da empresa no mercado. Devemos ter em mente que cada detalhe comunica algo, por isso, cada elemento pode fazer a diferença", destaca o arquiteto Mateus Michels.

Com base nas informações obtidas, avalia-se o público-alvo que a empresa deseja alcançar. Assim, o arquiteto, em colaboração com o departamento de marketing, elabora um plano que esteja alinhado com os objetivos elencados. Nesse caso, desde trazer mais visibilidade, com um projeto disruptivo; criar um layout mais intimista, para que apenas o público-alvo tenha interesse; ou uma proposta que facilite a troca de informações e de contatos entre os visitantes.

Segundo Michels, a arquitetura do estande vai além do aspecto visual, desempenhando o papel de cartão de visita da empresa. "Quando você entra em contato com um espaço ou ambiente lúdico, seja por meio de detalhes ou cores, você imediatamente associa aquele estande a uma marca específica. No entanto, isso só é possível quando conhecemos profundamente a empresa", afirma.

Além disso, para atender as expectativas e criar com mais precisão, o profissional também faz alinhamento com os gestores, funcionários e o departamento comercial, além de realizar uma visita ao local. "Por trás de cada estande, há uma pesquisa profunda e estudo estratégico, porque em eventos e feiras, esse espaço serve como a porta de entrada para a empresa. É como se fosse uma vitrine para um grande público, e não podemos deixar de comunicar a essência do negócio", enfatiza.

Nesse cenário, para alcançar os objetivos, o profissional de arquitetura utiliza técnicas que promovem maior interação entre o produto oferecido pela empresa e os visitantes, criando conexões, destacando lançamentos e fortalecendo a identidade da marca. "Quando o marketing e a arquitetura trabalham em conjunto, podem trazer inúmeros benefícios. Se a equipe deseja demonstrar a força e a solidez da instituição, podemos optar por materiais de aço e tons escuros, que transmitem essa mensagem", exemplifica o profissional.




Comente esta notícia