logomarca
Cuiabá, 15 de Julho de 2024.

Arte e Cultura Segunda-feira, 15 de Janeiro de 2024, 21:28 - A | A

Segunda-feira, 15 de Janeiro de 2024, 21h:28 - A | A

Poesias

Escritora e crítica literária manauara Myriam Scotti lançou “Receita para explodir bolos”

O livro de poesia traz narrativas cotidianas que têm como temas centrais o feminismo, a alteridade, o autoconhecimento, o amor e a maternidade.  

Divulgação

A4B63966-AA9D-4165-80C2-914C6C639FDE.jpeg

 


Os poemas de Myriam Scotti estão arquitetados minuciosamente em palavras-gestos que nos hipnotizam e nos levam onde a poeta quer: para dentro de nós.

(Elizabeth Cardoso, escritora, crítica literária e professora na PUC-SP)

 

A escritora, mestre em literatura e crítica literária manauara Myriam Scotti traz em sua nova obra “Receita para explodir bolos”(editora Patuá, 56 pág.) um compilado de 38 poemas que misturam o conforto de cenas cotidianas com a contemplação das emoções humanas, perpassando temas como feminismo, alteridade, autoconhecimento, amor e maternidade.

 

A obra conta com orelha de autoria de Elizabeth Cardoso, escritora, crítica literária e professora na PUC-SP que define o livro como um “vácuo poético formado por solidão, desejo, incompreensão, raiva, maternidade, memórias, despedidas, amores”.

 

Maternidade como inspiração para a criação literária

 

Myriam começou sua trajetória pelo universo literário em 2012, a partir da criação de um blog de crônicas maternas que criara como forma de entender este novo momento de sua vida, como uma maneira de expressão do que sentia.

 

Ao longo da produção para o blog, foi percebendo o prazer que sentia no exercício da escrita e sua habilidade para tal: “Aos poucos, notei que o processo de escrita me cativava como profissão e não apenas como escape. Então, vieram as primeiras histórias infantis e depois oficinas de escrita literária para alcançar mais robustez na escrita.”

 

Esse amadurecimento fez com que em 2020 vencesse o Prêmio Literário de Manaus com o livro “Terra Úmida” (p. 268), publicado pela Editora Penalux . Em 2021, seu romance juvenil “Quem chamarei de lar?” (editora Pantograf, pág. 248), foi aprovado no PNLD literário e escolhido pelo edital Biblioteca de São Paulo.

 

Em seus projetos poéticos, os temas abordados por Myriam são aqueles que a afetam e inquietam, provocando-a a escrever sobre eles e também a trazer sua verdade nos versos, tanto que ela não estabelece para si metas, deixa-se levar pelo estado de espírito em que se encontra para produzir e busca ler muito nos dias anteriores.

 

Um espelho disso é a naturalidade com que o livro “Receitas para explodir bolos” foi concebido: Myriam foi agrupando poemas escritos por ela desde 2020 até atingir um bom número de poemas, fruto também de inspirações literárias. Entre as principais referências da autora, estão Emily Dickinson; Augusto dos Anjos, Hilda Hilst e Ana Cristina Cesar, na poesia; além de Machado de Assis, Guimarães Rosa, Clarice Lispector, Toni Morrison, Elena Ferrante e Annie Ernaux, na prosa.

 

Divulgação

A7843B9F-413E-4CD2-BFA7-873F5FFDAE91.jpeg

 

 

Leia o poema “Lado de dentro”, da obra “Receitas para explodir bolos”

 

“Lado de dentro 

 

meu aconchego é do lado de dentro

vestida do avesso

onde as lágrimas escorrem

dos olhos ao peito

onde o sangue jorra para dentro

(da pele)

onde o gozo se sufoca

com as palavras que escondi

                                [de mim mesma]

 

das minhas estranhezas

faço então estância

sou minha própria arena

 

durante as refeições

engulo colheradas de ruína”




Comente esta notícia