logomarca
Cuiabá, 19 de Julho de 2024.

Variedade Segunda-feira, 08 de Janeiro de 2024, 19:22 - A | A

Segunda-feira, 08 de Janeiro de 2024, 19h:22 - A | A

Avanço

Gel anticoncepcional masculino tem 99% de eficácia em testes iniciais

Comparado a um DIU para homens, o gel anticoncepcional masculino deve bloquear passagem de espermatozoides para fora do corpo por até 2 anos

Metrópoles

O primeiro gel anticoncepcional masculino do mundo apresentou 99% de eficácia em testes clínicos iniciais, de acordo com os pesquisadores responsáveis por seu desenvolvimento. O produto poderia estar disponível para venda até 2027.

Batizado de ADAM, o hidrogel não hormonal foi desenvolvido pela empresa de biotecnologia Contraline, dos Estados Unidos, para bloquear a saída de espermatozoides do corpo do homem nas ejaculações.

O pesquisador Kevin Eisenfrats, líder da Contraline, descreve o gel como um “DIU para homens” porque espera que o contraceptivo seja duradouro, mas reversível.

“Prevemos que nosso primeiro produto seja algo que os homens possam obter a cada um ou dois anos. Obviamente, faremos ensaios clínicos para provar que é eficaz durante esse período de tempo”, afirma Eisenfrats em entrevista à STAT News na última quinta (4/1).

Estudo com gel hormonal

O estudo clínico com o hidrogel ADAM foi realizado com 23 homens da Austrália. Mais de 1,5 mil voluntários de diferentes idades se candidataram.

deferente deles – o tubo que transporta os espermatozoides dos testículos para fora do corpo – em uma consulta médica, após receberem uma anestesia local.

O procedimento, semelhante a uma vasectomia, durou aproximadamente 15 minutos. Os médicos fizeram uma pequena incisão abaixo do escroto dos participantes para ter acesso ao ducto deferente. Depois que o gel foi injetado, o tubo foi reinserido no corpo e o corte, fechado.

Todos os participantes continuaram a ter ejaculações, mas a contagem de espermatozoides caiu de 99 a 100% apenas um mês após o procedimento, mostrando que o método de contracepção foi eficaz na prevenção da saída dos espermatozoides do corpo. Nenhum evento adverso foi relatado nas semanas seguintes ao procedimento.

O primeiro ensaio clínico não testou a eficácia do gel na prevenção da gravidez ou se ele é reversível. Alguns cientistas que não fizeram parte do experimento temem que os espermatozoides possam encontrar uma maneira de contornar o bloqueio, resultando em uma gravidez não planejada.

Reversão do procedimento

Novos ensaios clínicos vão avaliar se o método contraceptivo não hormonal pode ser revertido para que os homens tenham filhos no futuro.

“A reversibilidade é uma proposta de valor realmente fundamental. Os homens querem saber se podem removê-lo a qualquer momento, se a sua fertilidade voltará aos níveis normais e se o procedimento de reversão é fácil”, conta Eisenfrats.

A Contraline espera que o gel ADAM receba aprovação da Food and Drug Administration, agência equivalente à Anvisa nos Estados Unidos, como um novo medicamento experimental (IND, na sigla em inglês) ainda este ano para o início dos testes clínicos, e chegue para o público até 2027.




Comente esta notícia