logomarca
Cuiabá, 15 de Julho de 2024.

Saúde Terça-feira, 30 de Abril de 2024, 12:18 - A | A

Terça-feira, 30 de Abril de 2024, 12h:18 - A | A

CABELOS

Qual é a principal causa da queda de cabelo? Descubra agora e veja como lidar com esse problema

Divulgação

unnamed - 2024-04-30T121657.036.jpg

 

A queda capilar é um fenômeno que afeta milhões de pessoas ao redor do mundo, independente de gênero ou idade. A queda de cabelo não só impacta a aparência, mas também pode ter significativas repercussões emocionais e psicológicas.

A médica dermatolagista especialista em tricologia, Dra. Hevelyn Mendes, explica que a principal causa de queda de cabelo é a alopecia androgenética, conhecida popularmente como calvície de padrão masculino ou feminino. Esta condição é hereditária e resulta da sensibilidade dos folículos capilares ao dihidrotestosterona (DHT), um derivado da testosterona. Nos homens, manifesta-se tipicamente com recuo da linha frontal e rarefação no topo da cabeça. Nas mulheres, observa-se um afinamento difuso dos fios, geralmente preservando a linha frontal.

Além da alopecia androgenética, outros fatores podem contribuir para a queda de cabelo, incluindo doenças autoimunes como a alopecia areata, distúrbios tireoidianos, deficiências nutricionais e até mesmo o estresse, que pode precipitar uma condição chamada eflúvio telógeno — uma alteração no ciclo de crescimento do cabelo que leva a uma queda acentuada.

Entender a causa subjacente da perda de cabelo é crucial para determinar o tratamento mais eficaz. Para diagnósticos precisos, utilizamos métodos como a dermatoscopia do couro cabeludo e exames laboratoriais específicos.

 

Em relação aos tratamentos, existem várias opções disponíveis:

 

  1. Minoxidil: Este medicamento tópico é um dos tratamentos mais acessíveis e amplamente utilizados para a queda de cabelo. Ele funciona ao estimular os folículos capilares, prolongando a fase de crescimento do cabelo e aumentando o tamanho dos folículos que encolheram devido à alopecia androgenética. O minoxidil está disponível em concentrações, geralmente de 5%, e pode ser usado tanto por homens quanto por mulheres. Já a dosagem oral vai variar de acordo com sexo e nível da calvície. Os resultados variam, mas a maioria dos usuários pode esperar alguma regeneração de cabelo ou uma diminuição significativa na taxa de queda de cabelo após alguns meses de uso contínuo. 

 

  2. Finasterida e Dutasterida: Esses medicamentos são inibidores da 5-alfa-redutase, a enzima responsável pela conversão da testosterona em dihidrotestosterona (DHT). Ao reduzir os níveis de DHT, a finasterida e a dutasterida podem ajudar a prevenir a continuação da perda de cabelo e promover algum regrowth nos homens com alopecia androgenética. É importante notar que esses medicamentos não são aprovados para mulheres em idade fértil devido ao risco de defeitos congênitos.

 

  3. Transplante Capilar: Este procedimento cirúrgico envolve a remoção de folículos capilares de áreas do couro cabeludo onde o cabelo ainda é abundante (como a parte de trás da cabeça) e sua reimplantação nas áreas calvas ou de afinamento. Existe uma técnica principal: a extração de unidades foliculares (FUE), que envolve a remoção individual de folículos.

 

  4. Terapia com Laser de Baixo Nível: Esta terapia utiliza lasers ou LEDs para emitir luzes de baixa energia que estimulam o crescimento do cabelo ao aumentar a circulação sanguínea e a atividade metabólica nos folículos capilares. Dispositivos de LLLT incluem pentes a laser, capacetes e bandanas. Eles são geralmente seguros e podem ser usados em combinação com outros tratamentos para a queda de cabelo.

 

  5. Suplementos Nutricionais: Em casos onde a queda de cabelo é devida a deficiências nutricionais, suplementos podem ser eficazes. Os mais comuns incluem ferro, zinco, vitaminas do complexo B (especialmente biotina), e vitamina D. Estes suplementos ajudam a fortalecer os folículos capilares e promover um ambiente mais saudável para o crescimento do cabelo.

 

Além dessas abordagens, mudanças no estilo de vida, como uma alimentação balanceada, manejo do estresse e cuidados adequados com o cabelo, são fundamentais para a saúde capilar.

“Encorajo meus pacientes a discutirem abertamente suas preocupações e expectativas, permitindo-nos trabalhar juntos para encontrar a melhor solução para seus problemas de queda de cabelo. A pesquisa continua avançando e, com isso, novas terapias estão sempre em desenvolvimento, prometendo futuras inovações no tratamento da queda de cabelo e calvície.”. Conclui a Dra. Hevelyn Mendes.

 

Divulgação

unnamed - 2024-04-30T121700.589.jpg

 

Dra. Hevelyn Mendes

Médica Dermatologista especialista em tricologia

CRM: 206261

A Dra. Hevelyn Mendes é formada em Medicina pela Universidade de Votuporanga de São Paulo.

Especializou-se em medicina de saúde da família pela FG. Além disso, fez especialização em Dermatologia Clínica, Medicina Estética, Tricologia e Transplante Capilar pelo Instituto Brasileiro de Educação.




Comente esta notícia