logomarca
Cuiabá, 22 de Julho de 2024.

Saúde Terça-feira, 25 de Junho de 2024, 16:16 - A | A

Terça-feira, 25 de Junho de 2024, 16h:16 - A | A

Tratamento

GRIPE X RESFRIADO: QUAL A DIFERENÇA E O MELHOR TRATAMENTO PARA CADA UM

 

Com temperaturas que podem variar mais de 15º graus de um dia para outro, a mudança climática acarretada pela troca de estação abre a porta para o “boom” de doenças respiratórias comuns nesta época. Entre as mais populares, estão elas: a gripe e o resfriado! Mas com sintomas tão parecidos, como saber quando é uma ou outra? Resfenol, marca da Hertz Farmacêutica, explica as diferenças entre elas e como se cuidar da melhor forma em cada situação. Confira!

 

Tosse, dor de garganta, dores no corpo e a constante coriza e nariz entupido. Sintomas de gripe ou resfriado? A resposta certa é: os dois! Tanta similaridade entre uma doença e outra confunde as pessoas, que muitas vezes optam pelo tratamento errado.

E com a chegada do Outono e o aumento de presença em locais fechados e sem ventilação, a incidência de complicações respiratórias aumenta. Por isso, Resfenol*, o especialista contra os sintomas da gripe, traz dicas que podem ajudar a identificar qual o quadro clínico correto, além de indicar o melhor tratamento para cada doença.

 

MAS AFINAL, QUAL A DIFERENÇA ENTRE ELES?

Sendo ambas infecções virais, o que os difere é o organismo de origem de cada uma. A gripe é causada comumente pelo vírus influenza que pode ser do tipo A ou B, já o resfriado não vem apenas de um único micro-organismo, podendo ter mais causas de origem, porém tendo o Rinovírus e o Parainfluenza como os mais conhecidos.

Resfenol compartilha que para saber qual das doenças a pessoa está levando consigo, o principal detalhe a ser observado é a gravidade dos sintomas que, apesar de parecidos, contam com algumas diferenças.

Os sintomas da gripe, além de mais fortes, são mais duradouros, um período que vai entre sete a dez dias, com queixas de febre acima de 38°, dor de cabeça intensa e cansaço excessivo. A presença da doença pede cuidado imediato, agregado sempre a ida ao médico, pois caso a gripe ataque o pulmão, caso não for bem tratada, ela pode ser agravar e ocasionar um quadro de pneumonia.

O resfriado, apesar de mais leve, também deve ter um cuidado imediato, pois ele também pode levar a complicações mais graves. Nesse caso, o tratamento é focado no repouso, na alta ingestão de líquidos e em remédios próprios para combater sintomas como dor de cabeça, coriza e tosse.

 

CUIDADO QUE VEM DE DENTRO

 

Resfenol ainda dá a dica: existem outras formas de ampliar a prevenção a gripe e aos resfriados. No dia a dia, a higienização das mãos antes de comer ou de ter contato com olhos e boca, o constante uso de álcool em gel em locais que contenham aglomeração e a vacinação em dia são fundamentais.

 

Além disso, o consumo de certos alimentos auxilia no melhor funcionamento do sistema imunológico, deixando o corpo mais “resistente”. Alguns vegetais e frutas se destacam pela ampla quantidade de vitaminas na sua composição, como o alho que possui ações anti-infecciosas e anti-inflamatórias; já o limão, além de ser de fácil de ser encontrado, é rico em vitamina C, uma das sustâncias mais importantes quando se fala de imunidade; podendo ser complementado pelo consumo de folhas escuras como couve e espinafre que também agregam vitamina E ao organismo.

O especialista contra os Sintomas da gripe reforça que seguindo os cuidados básicos, agregados com um bom cuidado do corpo, as doenças podem ser bem menos agressivas. Mas, ainda assim, se os sintomas persentirem, é fundamental consultar um médico.

*Reg. M.S.: 1.0689.0197. Resfenol pó para solução oral: Paracetamol 400mg + Maleato de clorfeniramina 4mg + Cloridrato de fenilefrina 4mg/5g.

Resfenol cápsula, solução e pós para solução: Indicações: Resfenol é indicado no tratamento de sintomas de gripes e resfriados. Resfenol é destinado ao alívio da congestão nasal, coriza, febre, dor de cabeça e dores musculares presentes nos estados gripais. Contraindicações: Resfenol é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula, pressão alta, doença cardíaca, diabetes, glaucoma, hipertrofia da próstata, doença renal crônica, insuficiência hepática grave, disfunção tireoidiana, gravidez e lactação sem controle médico. Resfenol cápsula e solução: contraindicado para menores de 18 anos.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. RESFENOL É UM MEDICAMENTO. DURANTE SEU USO, NÃO DIRIJA VEÍCULOS OU OPERE MÁQUINAS, POIS SUA AGILIDADE E ATENÇÃO PODEM ESTAR PREJUDICADAS. NÃO USE JUNTO COM OUTROS MEDICAMENTOS QUE CONTENHAM PARACETAMOL, COM ÁLCOOL, OU EM CASO DE DOENÇA GRAVE DO FÍGADO.




Comente esta notícia