logomarca
Cuiabá, 21 de Junho de 2024.

Pet Domingo, 19 de Maio de 2024, 18:25 - A | A

Domingo, 19 de Maio de 2024, 18h:25 - A | A

Saúde do pet

Fique atento aos sinais: como identificar que o cão está ficando cego

Especialista alerta que a consulta anual com o médico veterinário oftalmologista pode reduzir o risco da perda de visão nos pets

Divulgação

IMG_1463.jpeg

 


muito comum ouvir falar que um cachorro idoso está ficando cego. Isso porque, infelizmente, cães e gatos frequentemente estão sujeitos a sofrer com diversos problemas de saúde que também afetam os seres humanos. E no caso da cegueira em cachorro  não é diferente.

A diferença é que os pets com problemas na visão possuem o olfato e a audição mais aguçados. Entretanto, esses fatores não diminuem o tamanho da complicação no companheiro, por isso, é importante conhecer as principais causas e sintomas da cegueira, já que, em muitos casos, ela pode ter cura, garantindo maior qualidade de vida aos bichinhos.

O diagnóstico precoce e o tratamento adequado podem ajudar a melhorar a qualidade de vida do cão e minimizar os impactos da perda de visão. Com o tempo, muitos cães se adaptam bem à cegueira e podem continuar a levar uma vida feliz e ativa com o apoio e os cuidados adequados do dono. O médico veterinário, Dr. Luiz Fernando, disserta sobre os tratamentos disponíveis para esses casos. “O glaucoma e a catarata têm tratamento cirúrgico, já o olho seco e uveítes têm tratamento com colírios”, afirma.

Luiz Fernando ainda pontua dizendo sobre os exames e testes realizados  para confirmar a perda de visão no pet. “Realizamos testes simples na consulta com seguir objetos e teste de ameaça com a mão em direção ao olhos. Em seguida efetuamos exames de fundo de olho com oftalmoscópio e se necessário exames  mais apurados como a eletrorretinografia e ultrassom ocular”, completa.

 

Relação entre a genética e a cegueira canina

É importante salientar que nem todos os casos de  perda de visão em cães são de natureza genética. A cegueira também pode ser causada por lesões, infecções, envelhecimento e outras condições não genéticas

Mas, a questão genética é muito importante pois doenças como glaucoma e atrofia de retina são de caráter genérico. “O exame oftalmológico de rotina anual ainda é a melhor opção. Infelizmente ainda não temos testes laboratoriais no Brasil para detectar essas doenças”, explica o médico veterinário.

 

Como perceber a perda da visão nos cães

 

  • Começar a topar com objetos da casa que sempre estiveram no mesmo lugar;
  • Errar os degraus da escada;
  • Estranhar as pessoas da casa;
  • Como a visão fica embaçada ele pode começar a esfregar os olhos nos móveis, como se estivesse com coceira nos olhos;
  • Presença de secreção nos olhos;
  • Mudanças de comportamento;
  • Apatia ou relutância em ficar com os outros animais da casa;
  • Mudança na cor dos olhos do cachorro;
  • Olhos vermelhos;
  • Aumento do globo ocular;
  • Insegurança em ambientes novos.

 

 

 

Fonte: Luiz Fernando, médico veterinário na Clínica Veterinária Professor Israel. Instagram: @vetprofisrael




Comente esta notícia