logomarca
Cuiabá, 15 de Julho de 2024.

Moda e Beleza Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 12:46 - A | A

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 12h:46 - A | A

cuidados

5 cuidados obrigatórios com os cabelos no inverno

Ressecamento, frizz, opacidade e sensibilidade no couro cabeludo durante a estação mais fria do ano? O cosmetólogo e educador internacional da Keune Haircosmetics, Pedro Guimarães, mostra as melhores práticas para driblar estes efeitos

Divulgação

handler (1).jpg

 

A próxima quinta-feira, 20 de junho, marca a chegada do inverno. E ainda que seja a época favorita de muitas pessoas, as baixas temperaturas são grandes inimigas da hidratação do couro cabeludo e dos fios, uma vez que é unânime os banhos serem mais quentes e aumentar a frequência no uso de ferramentas térmicas, como secador e difusor.
A falta de cuidados simples durante a temporada mais fria do ano pode resultar em cabelos ásperos, opacos, com frizz, volumosos e até mesmo aumentar a tendência à queda. E para ajudar a evitar que todas estas consequências ocorram, Pedro Guimarães, cosmetólogo e educador internacional da Keune Haircosmetics, listou 5 hábitos imprescindíveis para quem quer manter as madeixas saudáveis e, consequentemente, macias e bonitas!

 

1- Não lavar com água quente demais

É impossível negar que um banho quentinho no frio é relaxante e proporciona bem-estar. Entretanto, a temperatura da água demasiadamente elevada resseca a pele, o couro cabeludo e também os fios. “O ressecamento acontece pois a água quente remove a camada lipídica da pele. No couro cabeludo, quando isso ocorre de forma excessiva, pode causar dor, incômodo e coceira. Em casos mais graves, em que ocorre a descamação, é possível até que microorganismos oportunistas penetrem no couro, agravando quadros de caspa, dermatites e irritações”, explica Pedro Guimarães. “E mesmo os fios, sem a proteção natural que a água muito quente tira, também ficam mais sujeitos a agressões externas”, finaliza. A solução é incontestável: lave os cabelos com água morna.

 

2- Intensifique o uso de máscaras de hidratação

Usar máscaras capilares deve fazer parte da rotina de cuidados sempre. Mas, assim como a pele, as necessidades dos cabelos também mudam ao longo do ano. Por isso, principalmente no inverno, pela tendência dos fios a ficarem mais ressecados, é fundamental caprichar na hidratação. E as máscaras capilares, por terem uma concentração maior de ativos que os condicionadores, vão garantir o cuidado extra que as madeixas precisam.

 

3- Não esquecer do protetor térmico antes de usar fontes de calor

Ninguém gosta de ficar com o cabelo molhado no frio, não é mesmo? O secador e o difusor conquistam mais espaço nesta época do ano e é ótimo tê-los como aliados, até mesmo para evitar possíveis resfriados. Contudo, uma prática que deve ser colocada como obrigação - mesmo em outras estações do ano - é: sempre usar protetor térmico antes. “O princípio é o mesmo dos banhos quentes: o calor elevado dos secadores fazem o fio perder sua proteção natural, deixando-os mais quebradiços, difíceis de desembaraçar e com mais frizz. O protetor térmico forma uma espécie de película que evita que o calor penetre no fio e o desidrate, além de repor a umidade na fibra capilar”, conta o educador da Keune.
 

4- Aposte na umectação para nutrir os fios

A umectação capilar é outra etapa clássica do haircare que pode somar muitos benefícios aos cabelos, principalmente no inverno. O processo de “envelopar” mechas com óleos é ótimo para controlar o frizz , driblar o ressecamento e conferir brilho aos fios, uma vez que os óleos possuem a capacidade de penetrar no córtex do cabelo e nutrir de dentro para fora, fortalecendo a fibra capilar e evitando fios arrepiados por conta da falta de umidade do ar.
Segundo Pedro, o indicado é utilizar produtos criados para esta finalidade para se obter sucesso no tratamento. “Óleos in natura que usamos na cozinha, como o de coco e o azeite, que são comumente indicados para a umectação capilar, na verdade não têm em seus processos de fabricação os cuidados para serem usados no cabelo e trazerem benefícios de fato. Além do mais, são comedogênicos - o que significa que obstruem os poros e podem causar irritação e inflamação quando em contato com o couro cabeludo”, explica o cosmetólogo.

 

5- Mantenha uma frequência de lavagens e cuide do couro cabeludo

Há quem lave menos o cabelo no inverno e até inclua na rotina o uso de shampoo e condicionador a seco - que são excelentes opções para os dias de frio extremo ou quando o tempo para se arrumar é mais curto. Mas vale lembrar que manter a frequência de higienização do couro cabeludo e dos fios é o primeiro passo para cabelos sempre bonitos e saudáveis. E não apenas fazer a limpeza, mas escolher os produtos adequados também faz diferença. “Se a raiz do cabelo estiver mais seca, por exemplo, o ideal é o uso de um shampoo mais hidratante. Já para casos de patologias, como caspa ou dermatite seborréica, que tendem a aumentar nesta época do ano, a indicação são produtos próprios e formulados para cuidar do couro cabeludo”, finaliza o especialista da Keune.




Comente esta notícia