logomarca
Cuiabá, 13 de Junho de 2024.

A | A

Giseli Koraicho

Como escolher a banqueta para a bancada de casa

Nas cozinhas e áreas gourmet, a designer de interiores Giseli Koraicho mostra como as banquetas são selecionadas para atender as demandas dos moradores e convidados

Divulgação

unnamed (13).jpg

 

Versáteis e funcionais, as banquetas ganharam espaço nos projetos residências. Nessa cozinha assinada pela designer de interiores Giseli Koraicho, a bancada para refeições dos moradores – com duas posições de um lado e do outro, foi a Cadeira Nômade Alta, de Fernando Jaeger. Com isso, o ambiente ganhou ares de modernidade e conforto | Projeto: Infinity Spaces Arquitetura e Interiores | Foto: JP Image

Ótimas peças para valorizar o ambiente e proporcionar apoio e conforto aos ambientes que possuem balcões ou ilhas, as banquetas já alcançaram o status de indispensáveis no décor residencial. Com diferentes formatos, materiais e alturas, a designer de interiores Giseli Koraicho, do escritório Infinity Spaces Arquitetura e Interiores, afirma que a escolha deve ser pautada nas características do projeto.

 

De acordo com a profissional, a variedade de modelos torna a banqueta um móvel versátil e que se encaixa nos mais diversos estilos decorativos. “Entre os atributos, encontramos aquelas com regulagem de altura, versões mais confortáveis, voltadas para ocasiões em que o usuário ficará sentado por mais tempo, ou as peças com um ‘que’ mais ligado com o design”, relata. De madeiraalumínio, acrílico, plástico, ferro e junco, entre outros materiais, de acordo com ela o segredo é combinar a estética com os aspectos funcionais esperados para o projeto.

 

O que avaliar antes de comprar as banquetas?

Divulgação

unnamed (14).jpg

 

Para áreas externas como as varandas, as banquetas produzidas com materiais mais resistentes são indispensáveis. No espaço gourmet deste imóvel, a designer de interiores Giseli Koraicho escolheu a Banqueta Eames, que além de resistente, possui assento aconchegante | Projeto: Infinity Spaces Arquitetura e Interiores | Foto: Dotta

Estimar o número de pessoas esperado para o ambiente é o primeiro ponto que ajuda a definir as banquetas em uma proposta voltada para o bem-estar. Nessa avaliação, a designer de interiores relaciona a relação do material com o ambiente, uma vez que a decisão tem influência direta com o projeto de decoração. “Eu sempre bato na tecla da comodidade e, junto com o cliente, procuro analisar se vale a pena investir em banquetas com ou sem estofamento, bem como a presença de um encosto que contemple as costas do usuário como um todo. A compra das banquetas sempre está atrelada à proposta de uso”, detalha Giseli.

 

Modelos e materiais

Divulgação

unnamed (15).jpg

 

Na ilha dessa cozinha, a banqueta estofada, com base giratória, encosto e braço foi eleita para compor a cozinha integrada concebida pela designer de interiores Giseli Koraicho | Projeto: Infinity Spaces Arquitetura e Interiores | Foto: Dotta

No capítulo materiais, as banquetas de alumínio entregam uma excelente resistência, assim como as peças de fibra sintética. Pensando em áreas externas, a profissional revela indicar a madeira, que deve ser devidamente tratada com vistas à sua durabilidade. Em residências com crianças pequenas ou pets, investir em acabamentos como couro, tecidos impermeabilizados, plástico ABS ou acrílico é a melhor alternativa, uma vez que resistem ao derramamento de líquidos, alimentos e sujeiras.

 

As banquetas cromadas harmonizam muito bem cozinha em uma referência ao visual dos eletrodomésticos e metais. “O acabamento prateado passa a sensação de um local moderno e organizado”, avalia a designer. Já as giratórias permitem o direcionamento para qualquer direção, sem a necessidade do morador ou convidado realizar um grande esforço para se movimentar.

 

Banqueta e decoração

Divulgação

unnamed (16).jpg

 

A modernidade da banqueta Wave, escolhida pela designer de interiores Giseli Koraicho, combinou com a proposta da cozinha com ilha central | Projeto: Infinity Spaces Arquitetura e Interiores | Foto: Dotta

Além do aspecto funcional, as banquetas se destacam como elementos decorativos para o ambiente com diferentes estilos. Em um visual minimalista, tons neutros como branco e preto caem muito bem com a proposta, enquanto em uma leitura mais clássica, banquetas com estofados florais transmitem delicadeza. Em um viés mais alternativos, modelos arrojados agregam personalidade. “É importante que o ambiente não fique ‘poluído’ e com excesso de informação, que costuma cansar em pouco tempo”, alerta Giseli.

 

Medidas

Divulgação

unnamed (17).jpg

 

Bem resistente, as banquetas Titan, em aço, foram perfeitas para complementar o espaço nessa pequena de apartamento projetado pela designer de interiores Giseli Koraicho | Projeto: Infinity Spaces Arquitetura e Interiores | Foto: Eder

As medidas das banquetas variam de acordo com o tamanho do ambiente e da bancada. Contudo, o espaçamento mínimo de uma pessoa sentada é de 60 cm, mas pensando no conforto, 70 cm é o ideal. De um modo geral, com uma bancada de 1,80 m, três banquetas são o suficiente.

 

No quesito altura, bancadas com altura de 75 cm (considerando o piso como referência), pedem peças entre 40 e 45 cm. Quando o projeto considerar uma altura superior ao padrão das bancadas, a dica da designer é realizar o cálculo por meio da diminuição de 25 cm para o encaixe das pernas. “O resultado será a tamanho ideal para banqueta”, direciona a designer de interiores. “Para não errar, o morador pode optar por banquetas com regulagem de altura que, além de multifuncionais, se adaptam em outros locais e pessoas de diferentes estaturas”, completa.

 

Um alerta

Apesar de ser prática e super bem aceita nos projetos de interiores, a designer de interiores Giseli Koraicho adverte que em alguns casos as banquetas não são indicadas. “Em casas com idosos ou obesos, elas não oferecem o encosto adequado, tão pouco a segurança que elas necessitam”, conclui.

 

 

 

Sobre a Infinity Spaces Arquitetura e Interiores

Designer de interiores formada pela Panamericana de Arte e Design, Giseli Koraicho comanda a Infinity Spaces, que tem como principal meta transformar sonhos em realidade. Presente há mais de cinco anos no mercado residencial, comercial e corporativo, Giseli conta com uma equipe gabaritada de arquitetos e designers de interiores no desenvolvimento de projetos que buscam tratar cada cliente como único e superar as expectativas. “Nada melhor do que entregar um trabalho e constatar que o morador se sente acolhido pelos ambientes e reconhece sua personalidade em todos os espaços”, afirma.

Em seu portfólio corporativo, Giseli reúne grandes empresas do mercado de escritórios, como a Infinity Officing Network (HQ Global Workplaces), para as quais criar projetos com ambientes personalizados, infraestrutura completa e espaços totalmente flexíveis.

 




Comente esta notícia