logomarca
Cuiabá, 14 de Julho de 2024.

Arte e Cultura Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2024, 11:22 - A | A

Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2024, 11h:22 - A | A

artesanato

Com produtos inspirados na natureza, artesanato gera renda de R$ 273 mil para ribeirinhos e indígenas do Amazonas

Americanas é parceira do Jirau da Amazônia e disponibiliza os produtos para a venda em seu site

Divulgação

Créditos-Lucas-Bonny-3.jpeg

 

A cadeia produtiva de artesanato apoiada pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS) garantiu um faturamento de R$ 273 mil para artesãos ribeirinhos e indígenas no período de janeiro a novembro de 2023. Foram mais de 8,6 mil peças vendidas, com um ticket médio de R$ 31,64 por peça. O sucesso da economia criativa foi parar na sede da Americanas, no Rio de Janeiro (RJ), onde foram lançadas peças inspiradas na natureza e biodiversidade amazônica.

Desde 2019, a Americanas, em parceria com comunidades tradicionais, Fundação Amazônia Sustentável (FAS) e Associação Zagaia, disponibiliza uma loja virtual em seu marketplace para contribuir com o desenvolvimento da região amazônica.

São 10 grupos de artesãos situados em quatro Unidades de Conservação (UCs) do Amazonas: Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Negro e as Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Amanã, do Rio Negro, e Puranga Conquista.

Divulgação

Créditos-Lucas-Bonny-2.jpeg

 

O programa da FAS atua por meio de ações estratégicas com foco na formação e capacitação empreendedora, planejamento e organização produtiva, acesso a recursos financeiros e educação financeira e negócios inovadores e sustentáveis. Além disso, os cursos de capacitação empreendedora beneficiaram 48 artesãos de cinco comunidades no Amazonas em 2023.

“A cadeia de artesanato mostrou sua força no decorrer do ano, mantendo sua essência de valorização às culturas ribeirinha e indígena. O desenvolvimento de novos produtos com design inovador inspirados na natureza foi um ponto alto que demonstra a criatividade e o potencial que as atividades sustentáveis têm a oferecer, não só como modelo econômico para a Amazônia, mas também para gerar impacto positivo para o mundo”, afirma o gerente de Empreendedorismo da FAS, Wildney Mourão.

 

Divulgação

Créditos-Lucas-Bonny-1.jpeg

 

Lançamento no site Americanas

Um dos grandes destaques do ano foi o desenvolvimento de peças artesanais inspiradas na biodiversidade amazônica pelo grupo de artesanato Formiguinhas do Saracá, da comunidade do Saracá, na RDS Rio Negro. O grupo desenvolveu cinco peças que remetem à natureza amazônida: a fruteira Trilha do Peixe, a fruteira Sucuri, o centro de mesa Vitória-régia, a fruteira Aninga e a luminária Rio Negro, que tiveram o design produzido pelo designer Sergio Matos.

Os produtos, feitos com matérias-primas da floresta, foram lançados na sede da Americanas, no Rio de Janeiro, e estão disponíveis para venda no site da loja, como parte da iniciativa Jirau da Amazônia. Acesse aqui.

“Buscamos, cada vez mais, estar presente na vida dos brasileiros e fazer a diferença na construção de um País e de um mundo mais sustentável. Com o Jirau da Amazônia, ajudamos a levar os produtos da Floresta para milhares de clientes ativos da nossa plataforma, movimentando a bioeconomia e o empreendedorismo”, comenta Bruna Saboia, Gerente de Sustentabilidade da Americanas .

“O meu sonho é que a ‘Formiguinhas’ seja reconhecida internacionalmente e ela vai ser. Agora, é só trabalhar mais para que possamos ser conhecidas em todo o mundo”, afirmou a artesã Tatiana Nogueira.

Sobre a FAS

A Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua pelo desenvolvimento sustentável da Amazônia. Sua missão é contribuir para a conservação do bioma, para a melhoria da qualidade de vida das populações da Amazônia e valorização da floresta em pé e de sua biodiversidade. Em 2023, a instituição completa 15 anos de atuação com números de destaque, como o aumento de 202% na renda média de milhares famílias beneficiadas e a queda de 40% no desmatamento em áreas atendidas entre 2008 e 2021.

Sobre a Americanas   

A Americanas é uma varejista quase centenária com ampla relevância social. Para reforçar o seu compromisso com o impacto positivo e as gerações futuras, a companhia criou, em 2007, o Comitê Companhia Verde para trabalhar os temas socioambientais. A Americanas atua em linha com os compromissos da Agenda 2030, na qual sociedade, governos e empresas se comprometem a desenvolver os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) até o ano de 2030, contribuindo para sua estratégia de ESG. A companhia também é signatária do Pacto Global e do Pacto de Empoderamento Feminino, ambos da ONU; e é integrante da coalização MOVER – Movimento Pela Equidade Racial, que prevê gerar 10 mil cargos de liderança para pessoas negras até 2030.




Comente esta notícia