Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 29-11-2021 às 21:13

Brasil é a sociedade mais ansiosa do mundo

Estudo do Dr Fabiano de Abreu, feito na Logos University International, publicado pelo Brazilian Journal of Development, busca explicar e solucionar o problema.

Os padrões de comportamento das pessoas com personalidade dramática se relacionam com a liberação de neurotransmissores que tragam a sensação de bem-estar | Creditos: Pixabay/ David Garrison e Divulgação

O Brasil está entre os 5 países mais conectados do mundo, além de ser o 3º em uso diário. É justamente na internet que se reconhecem certas atitudes que preocupam especialistas. Entre os comportamentos mais comuns, o excesso de ansiedade, o egoísmo, o narcisismo, o negacionismo, a propagação de fake news, o exibicionismo e a arrogância, são características de um narcisismo patológico. 

De acordo com os estudos do PHD, neurocientista e biólogo Dr Fabiano de Abreu, questões culturais do país podem ter culminado na formação de uma personalidade dramática para a sociedade brasileira como um todo. Além disso, existem alguns transtornos como o Transtorno de Personalidade Histriônica (TPH), Transtorno de Personalidade Narcisista (TPN), Transtorno de Personalidade Antissocial (TPAS) e Transtorno de Personalidade Borderline (TPB); que podem exemplificar as possíveis perturbações de uma personalidade dramática. 

O especialista acredita que o cérebro humano não se encontra totalmente adaptado à realidade contemporânea e suas constantes alterações tecnológicas, tendo ainda, instintos ligados à sobrevivência e a manutenção da espécie.Por isso, as disfunções provenientes do instinto humano não adaptado à cultura causam consequências generalizadas para a sociedade.

 

Personalidade dramática

 

Os padrões de comportamento das pessoas com personalidade dramática se relacionam com a liberação de neurotransmissores que tragam a sensação de bem-estar. A ansiedade causa justamente sensações contrárias, funcionando como uma espécie de amplificador de atitudes que podem ser observadas em transtornos como o TPH. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o Brasil é o país mais ansioso do mundo.

O Dr Fabiano de Abreu, acredita que a melhor forma de solucionar o problema que afeta a sociedade brasileira de modo geral, é o tratamento de neuroterapia e psicoconstrução, “Estamos vivendo a fase das personalidades dramáticas. A sociedade está sofrendo um derivado de ansiedade, pela sua cultura e necessidade de recompensa. Quanto mais constante e intensa a ansiedade, mais o ser humano entra em uma atmosfera negativa. De posse deste conhecimento, a criação de terapias como a psicoconstrução e neuroterapia visa tratar o paciente de acordo com a genética, personalidade e comportamento”, detalha o neurocientista. Para ele, também urgem mudanças no processo escolar parental visando proteger o futuro da sociedade brasileira.

 

Sobre o autor

Fabiano de Abreu Rodrigues  é PhD, neurocientista com formações também em neuropsicologia, biologia, história, antropologia, neurolinguística, neuroplasticidade, inteligência artificial, neurociência aplicada à aprendizagem, filosofia, jornalismo e formação profissional em nutrição clínica. Atualmente, é diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito; Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International e membro da Federação Européia de Neurociências e da Sociedade Brasileira e Portuguesa de Neurociências.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.