Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 29-11-2021 às 20:05

Laís Cauner prepara a segunda edição do MEC

A comportamentalista canina, especializada em adestramento online, prepara para Janeiro seu curso de equilíbrio canino.

Laís Cauner, comportamentalista canina | Creditos:  @marizanco_fotografia

Em 14 anos de trabalho, de forma presencial, observando as rotinas ocupadas de seus clientes, foi que Laís Cauner criou o formato de seu método, e focou em ensinar os donos de cães a treinarem seus pets. "Percebi que enquanto as pessoas que querem ter cachorros, não aprenderem a utilizar a ferramenta de comunicação que é o treinamento canino com comandos; não mostrar ao cão através de sinais visuais e continuar apenas a falar com ele; não corrigir fisicamente sua própria postura e posicionar o cachorro adequadamente para que aprenda a ficar mais calmo ou prestar atenção em seu condutor... ficará cada vez mais longe, ter uma convivência equilibrada".

Tratar os pets de forma harmoniosa é a coisa mais agregadora e vai muito além de oferecer os mimos, pertences e equipamentos necessários ao cãozinho filhote, jovem ou adulto, seja comprado ou adotado. 

Por muitas vezes, a perda da paciência com um pet desastrado, bagunceiro, carente ou então barulhento demais é capaz de desapontar o dono que oferece *tudo de melhor* e que acredita que diversos brinquedos possam funcionar para que o seu cachorrinho dê menos trabalho, consiga ficar algumas horas sozinho, pare de destruir a casa, o chinelo, e ainda, deixe de urinar no tapete da sala. "Sim, isso pode até funcionar por algum tempo ou minutos. Mas e a interação do humano com o animal, funciona?", pergunta Laís.

Sem esse X da questão, manteremos os pensamentos coletivos: quando o cachorrinho crescer, crescerá também a ideia de que ele vai se acalmar. O cronograma pós vacinas versus o cão dando uma voltinha na rua mais o gasto extra de energia, não é resultado positivo de mudança comportamental dentro de casa e isso, resulta em frustração familiar e dificuldades contínuas com o pet.

"É extremamente comum, nos primeiros passeios a pessoa se deparar com seu cachorro causando grandes constrangimentos ao puxar desesperadamente, ao latir demasiadamente, ao pular, lamber, rosnar, empacar em um ponto qualquer ou até morder pessoas, guias ou outros animais. E esses são problemas comportamentais que eu ensino como corrigir, em meu curso online", esclarece a adestradora.

Claro que é possível que o cachorro aprenda a se comportar com uma terceira pessoa. Um adestrador presencial semanalmente na residência, praticando toda a atividade que o cão precisa, é excelente para o pet. Mas Laís, desenhou seu método e enfatiza que nesse apoio externo, o vínculo maior de obediência e diversão sempre será entre o treinador e o cão e não entre o dono e o cão e que, a habilidade de fazer um cão entender um sinal precisa partir do seu responsável para benefício da convivência.... "Quantas vezes eu escutei: com você minha filhote faz certinho, quando eu saio na rua com ela, é desesperador. Pronto, agora, o MEC existe! Basta você estudar e aplicar", comenta Laís.

O Método Equilíbrio Canino (MEC) de Laís Cauner é para alunos que queiram melhorar a rotina e a comunicação e equilibrar seus próprios cães. "A idéia é mover os donos de cachorros a treinarem seus cães durante a hora de alimentá-los, na hora de brincar, na hora do passeio e inclusive na hora de indicar o momento de relaxamento do cãozinho. Transformando assim a comunicação com seu o pet, através de vídeo aulas gravadas e comunidade para tirar dúvidas e enviar feedbacks, pela minha metodologia com embasamento científico e transformando esse relacionamento entre espécies em ambiente urbano como um hobby e estilo de vida", explica Laís.

Uma vez que seu cão entenda o que você quer dele, com os sinais que seu corpo e movimentos precisam passar para essa comunicação acontecer, seu cachorro estará sempre atento e envolvido, com a construção de confiança que o treinamento traz, independentemente se há comida como recompensa ou não. São anos de estudos e muitos atendimentos presenciais que fizeram com que o MEC fosse criado e agora, parte para a segunda edição! 

"Me espelho muito em modelos de treinamentos de cães dos EUA e Europa para trazer aos meus clientes e alunos MEC e como nosso país é o maior com índice de cães nos lares, me preocupo e luto para que tenhamos um modelo de educação como há nos países mais desenvolvidos", conta Laís. 

As gravações estão a todo vapor e o lançamento do método está previsto para o início de 2021.

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.