Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 14-04-2021 às 19:05

Nutricionista Gabi Lodewijks ajuda mulheres no exterior a se integrarem a um novo país

Parte do grupo Mulheres do Brasil, presidido por Luiza Trajano, dona do Magazine Luiza, Gabi é líder do Núcleo de Eindhoven, parte do Comitê de Integração Social

Para as expatriadas é importante se sentirem acolhidas em um país totalmente novo e diferente. | Creditos: Pixabsy e divulgação

Estar em um país que não é o nativo não é uma tarefa fácil. A nutricionista Gabi Lodewijks, que mora na Holanda, conhece bem o cenário. Foi justamente a sua vivência que a impulsionou a se tornar voluntária no Grupo Mulheres do Brasil, organização com mais de 70.000 mulheres que atua em prol da classe feminina, por meio de ações para mudar o Brasil através da sociedade civil.

A presidente do grupo é a empresária Luiza Trajano, dona da rede Magazine Luiza. Os grupos atuam em diversas cidades do mundo como Paris, Bruxelas, Nagoya, Sidney, Vale do Silício e Nova York. Há comitês em diferentes áreas de atuação como cultura, educação, empreendedorismo, integração social, marketing e eventos, além de saúde e bem-estar. “Meu objetivo no núcleo é trazer de volta a identidade de mulheres que vêm morar aqui na Holanda, onde resido atualmente”, aponta.  

Segundo a nutricionista, essas mulheres chegam no novo lar cheias de medos, inseguranças e esse período de adaptação costuma mexer com aspectos como autoestima e carreira, por exemplo. “Elas se sentem solitárias, indecisas e muitas vezes se questionam sobre a assertividade da decisão e seu valor na sociedade onde está inserida. O nosso objetivo é justamente reverter esse quadro, trazer uma coisa valorosa: acolhimento”. 

O núcleo, no momento, passa por um processo de desenvolvimento de uma cartilha de informações e entrará em ação novamente em janeiro de 2021. “Para as expatriadas é importante se sentirem acolhidas em um país totalmente novo e diferente. Se integrar na nova cultura e costumes a adaptação fica mais fácil, assim como para nós é gratificante oferecer o ombro que precisamos quando chegamos”, define.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.