Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 24-09-2021 às 17:49

Galeria

Aniversário da Academia Mato-Grossense de Letras




Foi com uma solenidade iluminada que a Academia Mato-Grossense de Letras marcou o dia do seu primeiro centenário, no último  7 de setembro. O evento com número restrito de público, devido ao feriado prolongado, ocorreru  de forma híbrida. 

A AML é herdeira direta do Centro Matogrossense de Letras, oficialmente instalado há 100 anos. Segundo a presidente, Sueli Batista, a Comemoração oficial será realizada em breve, com entrega de medalhas do centenário e outras atividades da programação oficial.

Na oportunidade foi inaugurado o projeto de iluminação, que contemplou a recepção, fachada, salão nobre, patio e salão social, que teve o patrocício das empresas Eletro Fios, de Cuiabá  e da AVANT, de São Paulo, estiveram presentes  pelos  empreendimentos respectivamente, a  diretora  Zilda Zompero e a representante comercial Weslaine Monteiro Pazini.


O Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso-IHGMT, através da sua presidente, Neila Maria Souza Barreto, entregou na oportunidade troféus, medalhas e diplomas, reconhecendo elas e outras personalidades como Amigos da Casa Barão de Melgaço. A própria AML foi homenageada pela instituição com a qual divide a gestão do espaço, que abriga duas entidades culturais das mais antigas de Mato Grosso.

Membros da AML, além da presidente da institituição, Sueli Batista e do IHGMT, Neila Barreto, que ocupa a diretoria, representaram a instituição: os ex-presidentes: Sebastião Carlos Gomes de Carvalho e Nilza Queiroz, o vice-presidente, José Cidalino Carrara, a curadora da Casa Barão, que já ocupou a vice-presiência, Elizabeth Madureira. Na entrega do mérito para a AML, eles foram emoldurados por outros representantes do Instituto, Luiza Rios Ricci Volpato e Edson Benedito Rondon Filho. Também receberam os títulos, Mariza Bazo, Marilza Moreira Figueiredo e  Adão Rodrigues da Costa.

A presidente da Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW Cuiabá, Andréa Barbosa, e membros da diretoria e do conselho diretor da ONG feminina; Rubias Raxnzani, Anna Maria Barreto Souto e Maria Elza Fernandes, também prestigiaram a solenidade. Foi oferecido um coquetel, com direito até mesmo a um bolo personalizado, com a marca da AML e a fachada da Casa Barão. O primeiro pedaço foi entregue para Nilza Queiroz, a primeira mulher, em 87 anos, a ocupar a presidência da AML, em forma de reconhecimento.

Além das empresas Eletro Fios e AVANT, a presidente fez questão de citar em sua breva fala, a senhora Diana Esgaib, que ofertou para a Casa Barão quatro lustres antigos, revitalizados pela Eletro Fios e compoem o Salão Nobre e o Salão Social, dando aos espaços mais elegância. Eles foram somados aos dois lustres mais modernos que passaram a integrar a recepção.

Até domingo as luzes da fachada permanecerão verdes, na próxima semana a AML e o IHGMT estarão  homenageando o Setembro Amarelo, e também o ingresso de Marli Walker como membro da Academia, ocupante da Cadeira 2, cuja última ocupante foi Marília Beatriz de Figueiredo Leite.

O sistema acionado por controle de RGB, desenvolvido a partir das cores primárias  possibilitará sempre a alternância de cores para solenidades oficiais e datas especiais.