Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 24-09-2021 às 16:59

Galeria

Equilíbrio é a receita do amor de Rita e Luiza


Rita Castro  consultora de imagem, fotógrafa  e produtora de conteúdo, e a sua filha, Luiza Laura de Castro Silva, odonto pediatra, do  Instituto Machado, são destaques da edição, na semana do Dia das Mães. Elas fizeram um ensaio fotográfico com Kelly Lellis e mostram quanto o afeto e o equilíbrio envolvem a relação amorosa de mãe e filha". Além do ensaio, cenas da vida que girou em torno de Luiza, com a bisavó Luzia e a avó Maria de Lourdes, mãe de Rita. 

Relato de Rita Castro

Aos 19 anos, grávida. Susto! Um misto de alegria e de medo, de felicidade e de incertezas quanto ao futuro. Enfim, um turbilhão de emoção. Levei algum tempo para absorver tudo aquilo. Mas, no fundo, no fundo, que felicidade transbordante. Sim, seria mãe. Naqueles momentos era só isso o que pesava. Não sabia o final, mas o início ... ah! já era mágico. 

Morava no interior de Minas. Um dos menores municípios do Estado, menos de cinco mil habitantes, era estudante e participava ativamente de tudo que acontecia. Aos poucos estava tendo consciência de que grande parte disso iria mudar. Então, minha gravidez foi também surpresa para os familiares e amigos. Nove meses depois nascia uma linda princesa. O bebê mais lindo do mundo veio para alegrar minha vida. Luíza. Luíza Laura.

​Teve então início uma nova fase em minha vida. Não era fácil ser mãe. Surpresas em cada passo. Altos e baixos. Asperezas e alegrias. Tudo novo. Tudo para ser descoberto. Novas responsabilidades. A mudança de situação, de estudante para o trabalho. Toda essa situação seria muito amenizada pelo apoio que recebi de minha família. Uma família de mulheres fortes e solidárias. Era um acolhimento de muito amor e proteção. De todos. Minha mãe, com sua sabedoria colhida numa vida dura e simples, entendeu que o nascimento de um filho por si só não seria razão para um casamento que não se completava. 

​Vinte e oito anos depois, só tenho que agradecer a Deus por tudo que foi, e está sendo, esta caminhada. Passamos por muitas incertezas, atravessamos inúmeras dificuldades, os caminhos tiveram encruzilhadas, mas hoje, do fundo do coração, tenho gratidão por todos aqueles que nos ajudaram e acolheram, pois minha filha só me tem dado alegrias. 

Nos parecemos tanto e, no entanto, somos às vezes tão diferentes. Se uma classificação fosse completamente correta e coerente eu iria apontar o seguinte quadro de personalidades que parecem, à primeira vista, tão contraditórias:

Filha – muito organizada. Fica brava, quando tudo não sai 100% certo.

Mãe – desorganizada (bagunceira). Tranquila. ”Não esquenta”.

Filha- gosta de música clássica

Mãe – Alock.

Filha - fala baixo.

Mãe – grita, às vezes.

Filha - acredita em príncipes / em contos de fadas.

Mae - Mãe em lobo mal.

Filha – discreta. Passa por despercebida.

Mãe – espalhafatosa. “Chega chegando”.

Filha – calma, serena, sempre mais ponderada.

Mãe - se não matar na hora, vira melhor amiga.

Como duas pessoas completamente diferentes conseguem se entender tão bem, e, melhor ainda, se amarem. Muitas pessoas não entendem, acho que nem mesmo nós saberíamos a resposta. Mas a verdade verdadeira é que sabemos sim a resposta. E ela é tão simples: equilíbrio, Sim, se pedissem a receita desse Amor com toda certeza eu diria: é o equilíbrio. O Amor entre mãe e filha o é o equilíbrio.