Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 02-12-2020 às 14:51

Da fabricação à venda: como uma lingerie é feita?

Além de sutiãs e calcinhas, conjuntos como baby doll, camisola e pijamas ganham espaço no universo da lingerie

A confecção de peças íntimas, também, deve levar em consideração aspectos para além do corte e modelagem. | Creditos: Pixabay

A lingerie é uma peça de roupa de grande importância para a maioria das mulheres. Uma noite especial entre um casal, por exemplo, pode ser ainda melhor com toda segurança e confiança que um sutiã bonito e uma camisola sensual têm o poder de trazer.

Porém, grande parte das pessoas não sabe como são feitas as peças e, muito menos, quem está envolvido nessa produção. A verdade é que é necessário um longo caminho, desde a fábrica de lingerie, para que as peças cheguem nas gavetas das mulheres de todo o mundo.

E a fabricação está cada vez mais complexa. Além de sutiãs e calcinhas, conjuntos como baby doll, camisola e pijamas ganham espaço no universo da lingerie, fazendo com que fábricas se dediquem a uma gama diversificada de produtos.

A confecção de peças íntimas, também, deve levar em consideração aspectos para além do corte e modelagem. De acordo com o manual feito pela Sebrae em conjunto com a ABNT, que destaca algumas normas técnicas para essa produção, lingeries devem também possuir costuras confortáveis, criatividade e qualidade.

Portanto, a fabricação é essencial para que a loja venda peças que cumpram com todos esses requisitos. O passo a passo muda de acordo com cada fabricante, mas, de maneira geral, pode-se destacar seis etapas: design, modelagem, corte, costura, montagem e distribuição.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.