Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 02-12-2020 às 02:58

Mulheres de Negócios e Profissionais engajadas na campanha de conscientização

A seção Mulher em Destaque nesta semana contempla as mulheres voltadas para a solidariedade, e enfoca a ação da Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW Cuiabá, no "Novembro Azul" que conta com parceiros.

Mulher pegue na mão daquele que você ama e ajude na conscientização sobre a prevenção do Câncer de próstata | Creditos: Pixabay e divulgação

Mulher pegue na mão daquele que é importante para você e se engaje na campanha "Novembro Azul". As representantes do universo feminino são sempre solidárias e voluntárias, inclusive se a campanha seja em benefício do bem-estar masculino. Isso é legitimado pela  Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW Cuiabá, que através da Comissão de Saúde realiza em parceria com o Portal Rosa Choque e a empresa Eletro Fios, a campanha “Novembro Rosa – União pela Conscientização”. Como o próprio nome já diz, a ONG Feminina pretende através das suas associadas, e seus familiares promover ações educativbas que visem a prevenção do câncer de próstata e isso passa pela consciência de todos em relação a importância da campanha que acontece em todo o Brasil.

“No mês de novembro, as fitas rosas dão lugar para as azuis e sempre lembrando-se dos hábitos saudáveis que se deve ter”, lembrou a presidente da BPW Cuiabá, e diretora da Eletro Fios, Zilda Zompero. A empresa Eletro Fios sempre é engajada também. E todos os funcionários da empresa, independente se homens ou mulheres estarão usando a camiseta da campanha, diz a presidente. 

Vera Alice Valéria coordenadora da Comissão de Saúde da BPW Cuiabá diz que não podemos neste ano atípico, da pandemia, nos descuidar não só da informação, como também da conscientização em relação aos cuidados preventivos, a fim de se promover a saúde e o bem-estar. “A Campanha Novembro Azul ainda é pouco difundida, não tem o mesmo apelo e força do Outubro Rosa, mas temos que mudar isso, e a união para propagação é muito válida.

Sueli Batista, diretora do Portal Rosa Choque e conselheira superior da BPW Cuiabá e BPW Brasil, destaca que há muito preconceito que atrapalha a prevenção tanto do câncer de próstata quanto de mamas, neste caso para homens também. Campanhs a exemplo da qual a BPW Cuiabá realiza é sempre bem-vinda e o veículo de comunicação sempre abraça as ações do bem da instituição. Ela apontou que os dados divulgados pelo INCA- Instituto Nacional do Câncer, são alarmantes. "No Brasil, estimam-se 65.840 casos novos de câncer de próstata para cada ano do triênio 2020-2022. Esse valor corresponde a um risco estimado de 62,95 casos novos a cada 100 mil homens ". 

Além de distribuir a fitinha azul, a BPW Cuiabá e seus parceiros estarão vendendo máscaras a R$ 10 e camisetas, a R$ 30 reais, com a marca do Novembro Azul. As máscaras, que foram doadas terão seus recursos integrais para a Avogas-MT- Associação Voltada para a Generosidade, Amor e Solidariedade que fornece refeições e apoio a pacientes em tratamento de câncer. O valor da camiseta, tirando-se o custo da produção, serão voltadas para ações da BPW Cuiabá, que hoje tem sua sustentabilidade apenas com anuidade das associadas, mas que mesmo sem verbas, é exemplo quando se fala em ações que impactam positivamente a sociedade. Foram várias campanhas realizadas e apoiadas neste ano pelas comissões dos Direitos da Mulher, Responsabilidade Social, Saúde, Cultura e Meio Ambiente.

TOME NOTA

A BPW Cuiabá selecionou algumas informações do INCA para ajudar na conscientização.

Prevenção e Fatores de Risco

O excesso de peso corporal está associado ao maior risco de câncer de próstata avançado. Alguns mecanismos biológicos têm sido propostos para explicar essa associação, como o metabolismo esteroide sexual desregulado, a hiperinsulinemia e níveis elevados de citocinas pró-inflamatórias. No entanto, as evidências que ligam essas vias especificamente ao câncer de próstata são limitadas.

Detecção precoce

As estratégias para a detecção precoce do câncer são o diagnóstico precoce (abordagem de pessoas com sinais e/ou sintomas iniciais da doença) e o rastreamento (aplicação de teste ou exame numa população assintomática, aparentemente saudável, com o objetivo de identificar lesões sugestivas de câncer e, a partir daí encaminhar os pacientes com resultados alterados para investigação diagnóstica e tratamento). No caso do câncer de próstata esses exames são o toque retal e o antígeno prostático específico (PSA).

Diagnóstico precoce

A estratégia de diagnóstico precoce contribui para a redução do estágio de apresentação do câncer.. Nessa estratégia, destaca-se a importância de a população e os profissionais estarem aptos para o reconhecimento dos sinais e sintomas suspeitos de câncer, bem como haver acesso rápido e facilitado aos serviços de saúde.

O diagnóstico precoce do câncer de próstata deve ser valorizado e se baseia na rápida e oportuna investigação dos seguintes sinais e sintomas mais comuns:
•    Alteração na frequência e padrões urinários
•    Hematúria visível
•    Disfunção erétil
 

Rastreamento

O rastreamento do câncer é uma estratégia dirigida a um grupo populacional específico no qual o balanço entre benefícios e riscos dessa prática é mais favorável, com maior impacto na redução da mortalidade. Os benefícios são o melhor prognóstico da doença, com tratamento mais efetivo e menor morbidade associada. Os riscos ou malefícios incluem os resultados falso-positivos, que geram ansiedade e excesso de exames; os resultados falso-negativos, que geram falsa tranquilidade para o paciente; o sobre diagnóstico e o sobre tratamento, relacionados à identificação de tumores de comportamento indolente (diagnosticados e tratados sem que representem uma ameaça à vida); e os possíveis riscos do teste elegível.

Não há evidência científica de que o rastreamento do câncer de próstata traga mais benefícios do que riscos. Conforme Nota Técnica de 2013, o INCA não recomenda o rastreamento do câncer de próstata. Caso os homens busquem ativamente os exames de rastreamento, eles devem ser esclarecidos sobre os riscos envolvidos e sobre a possível ausência de benefícios de se fazer esses procedimentos como rotina. 

Você pode ajudar

Para ajudar na campanha com doações de máscaras, camisetas ou recursos para produção de peças de informação ligue: 65 99972.4242 – 99987.4644. @bpwcuiaba @portalrosachoque @eletrofios

Veja as peças da campanha 

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.