Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 21-10-2020 às 18:36

Apneia Obstrutiva do Sono em crianças pode ter várias causas; entenda!

Hospital Paulista destaca importância do acompanhamento noturno pelos pais para o diagnóstico da síndrome

Durante a infância, justamente em um momento no qual as crianças estão aprendendo e desenvolvendo habilidades de compreensão e comunicação, estes sintomas podem ser muito prejudiciais | Creditos: Pixabay

No Dia das Crianças, lembrado em 12 de outubro, o Hospital Paulista chama a atenção para a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), um problema que pode afetar pequenos de todas as idades, sendo mais prevalente entre 3 e 5 anos. As crianças que apresentam essa condição têm paradas respiratórias durante o sono, prejudicando a ventilação pulmonar e a oxigenação.

De acordo com Renata Christofe Garrafa, otorrinolaringologista do Hospital Paulista, é muito importante que os pais fiquem atentos aos principais sinais emitidos pelas crianças durante o sono, para que possam consultar um médico e indicar os problemas manifestados.

“O principal sintoma que pode ser observado pelos pais é a ocorrência de pausas na respiração à noite. A criança com esta síndrome costuma apresentar roncos altos interrompidos por paradas respiratórias (muitas vezes relatadas como ‘engasgos’ pelos pais)”, avalia a otorrinolaringologista.

Alguns sintomas da SAOS, no entanto, podem ser observados durante o dia, de modo que a observação noturna não é a única opção aos pais que avaliam primariamente se devem ou não recorrer a um médico.

Dados da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia indicam que cerca de 10% das crianças roncam, mas somente entre 1% e 3% delas têm apneia do sono.

“O sono da criança com SAOS é frequentemente agitado e com despertares. Consequentemente, por ser um sono não reparador, os pequenos podem apresentar déficit de crescimento, além de prejuízo no rendimento escolar pela dificuldade de concentração e aprendizado. Diferentemente dos adultos, em que a sonolência diurna é um sintoma frequente, crianças podem apresentar hiperatividade e irritabilidade durante o dia”, complementa a médica.

Durante a infância, justamente em um momento no qual as crianças estão aprendendo e desenvolvendo habilidades de compreensão e comunicação, estes sintomas podem ser muito prejudiciais.

Causas e tratamentos

Ainda que também ocorra em adultos, a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono em crianças tem causas específicas e isso irá influenciar justamente na escolha do médico pelo tratamento que será ministrado.

“Em crianças, as hipertrofias das amígdalas e/ou da adenoide encontram-se entre as principais causas da SAOS. Porém, alterações craniofaciais como retrognatismo (quando a mandíbula se localiza mais para trás), macroglossia (língua grande - comum em Síndrome de Down) e até mesmo obesidade são fatores que também podem causar pausas respiratórias durante o sono”, afirma Renata.

Portanto, ao observar alguns dos sintomas, principalmente durante o sono, os pais devem encaminhar a criança a um otorrinolaringologista para que o diagnóstico sobre as causas da síndrome seja feito.

“É possível tratar a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono, mas a criança deve ser avaliada inicialmente para que o fator causal seja determinado. Cada causa tem um tratamento”, explica a médica.

Uma vez que a principal causa de SAOS em criança é o aumento das amígdalas e/ou da adenoide, a intervenção cirúrgica é o tratamento mais prevalente. “No caso da hipertrofia das amígdalas e da adenoide, o tratamento é cirúrgico por meio de adenoamigdalectomia, cirurgia realizada pelo otorrinolaringologista”, completa.

Em algumas situações, entretanto, o tratamento pode requerer complementação multiprofissional, aliando o acompanhamento ortodôntico e nutricional, além de avaliação por médico crânio-maxilo-facial.

Sobre o Hospital Paulista de Otorrinolaringologia

Fundado em 1974, o Hospital Paulista de Otorrinolaringologia, durante sua trajetória, ampliou sua competência para outros segmentos, com destaque para Fonoaudiologia, Alergia Respiratória e Imunologia, Distúrbios do Sono, procedimentos para Cirurgia Cérvico-Facial, bem como Buco Maxilo Facial.

Em localização privilegiada, a 300 metros da estação Hospital São Paulo (linha 5-Lilás) e a 800 metros da estação Santa Cruz (linha 1-Azul/linha 5-Lilás), possui 42 leitos, UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 10 salas cirúrgicas, realizando em média, mensalmente, 500 cirurgias, 7.500 consultas no ambulatório e pronto-socorro e, aproximadamente, 1.500 exames especializados.

Referência em seu segmento e com alta resolutividade, apresenta índice de infecção hospitalar próximo a zero. Dispõe de profissionais de alta capacidade e professores-doutores, sendo catalisador de médicos diferenciados e oferecendo excelentes condições de suporte especializado 24 horas por dia.

Informações à imprensa:
Máquina Cohn & Wolfe

Thassio Borges – thassio.borges@maquinacohnwolfe.com – (11) 3147-7381/ (11) 99133-9966
Tathiana Barbar – tathiana.barbar@maquinacohnwolfe.com – (11) 3147-7257
imprensa.hospitalpaulista@maquinacohnwolfe.com

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.