Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 25-10-2020 às 23:47

Apresentador francês dá quatro dicas para você surpreender no jantar

Saiba o que não pode faltar em uma refeição tradicional francesa

Não é preciso ser um sommelier para saber que bons pratos franceses sempre são harmonizados com vinho. De queijos à carnes! | Creditos: Divulgação

E nem só de arroz e feijão o brasileiro vive. E mesmo que não seja comum, entramos em contato com a culinária francesa o tempo todo! Fondue, foie gras, ratatouille e até um simples croissant fazem parte do nosso dia a dia. Mas nada pode ser feito sem cuidado, né? É preciso prestar atenção nos mínimos detalhes! Os franceses capricham até na mesa. Por isso, o apresentador francês, Benjamin Cano, dá quatro dicas para você se inspirar naquela refeição chique:

  1. Nem acompanha um pãozinho?

Acompanha! Mas não é aquele pão francês comprado na última hora do dia que molhamos com caldo de carne e sopa, é aquela baguete bem crocante e refinada. Se tiver tempo – e disponibilidade – escolha fazer o seu próprio pão caseiro. Não tem erro! Vai arrasar.

  1. Quanto mais, melhor!

Quem conhece restaurante requintado sabe: o prato não enche ninguém – e nem tem a intenção de encher. Uma refeição tradicional francesa é composta de “etapas”: uma entrada, um prato, uma seleção de queijos com salada e, por fim, a sobremesa. Isso acontece porque o paladar francês se diferencia muito de acordo com cada passo.

  1. Le Creuset

A Le Creuset é uma marca francesa mundialmente conhecida – e com razão! O diferencial da marca é a produção de panelas de ferro fundido que geram ótimos resultados! Nada melhor do que uma panela de marca francesa para conseguir pratos extremamente saborosos, né?

  1. Vinho, por favor!

Não é preciso ser um sommelier para saber que bons pratos franceses sempre são harmonizados com vinho. De queijos à carnes! O vinho certo pode ajudar a limpar a boca entre uma garfada e outra, mas só se tiver a acidez certa. “Na França, temos uma citação que diz: “Blanc sur rouge, rien ne bouge, rouge sur blanc tout fout te camp”, que quer dizer que se bebe sempre o vinho branco primeiro e só depois serve-se o vinho tinto”, ressalta Benjamin Cano. 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.