Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 24-09-2020 às 01:38

Mais pessoas roem unhas durante a pandemia

Entenda como evitar o problema

Mais do que nunca, esse mau hábito é um perigo. | Creditos: Canva

Ansiedade e estresse, em geral, aumentaram durante esse período de pandemia.  “O ato de roer as unhas acaba sendo uma maneira para aliviar os altos níveis de estresse e o nervosismo”, explica a dermatologista Dra. Fabiana Seidl. 

Contudo, mais do que nunca, esse mau hábito é um perigo. “As nossas unhas são locais de potencial acúmulo de micro-organismos, como bactérias, fungos e vírus. Ao colocá-las na boca acabamos ingerindo esses germes e corremos o risco de vir a desenvolver certos tipos de infecções gastrointestinais, por exemplo. Além disso, quando roemos as unhas provocamos microtraumas nas cutículas e muitas pessoas inclusive roem a pele envolta das unhas também, propiciando a entrada de germes na dobra ungueal e favorecendo a infecção e inflamação ao redor das unhas, processo esse chamado de paroniquia”, detalha a médica. 

 

Dicas do que fazer para evitar o problema: 

1 - “Existem esmaltes que tem gosto ruim e ajudam a não roer; vale usar”.

2 - “Deixe as unhas sempre bem cortadas e lixadas também são medidas importantes. Se mesmo assim o hábito persistir sugiro procurar ajuda profissional de um psicólogo para tentar identificar qual é o real motivo que está levando a pessoa a manter esse hábito, que na maior parte dos casos tem um fundo ansioso".

3 - “ Na quarentena sugiro deixar sem esmalte ou base, hidratar a placa ungueal e as mãos com frequência. Existem hidratantes específicos para mãos e para as unhas no mercado, mas podemos usar óleo de amêndoas, por exemplo, que cumpre muito bem a função de hidratar mãos e unhas”.

4 - “ Um alerta para quem manipula produtos de limpeza e lava muita louça, e roi unhas:  sugiro SEMPRE usar luvas grossas de borracha, isso evita que as unhas fiquem úmidas e propiciem infecção por fungos além de proteger contra a ação química dos produtos. Não existe tratamento de unhas frágeis sem o uso correto de luvas”.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.