Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 14-08-2020 às 11:14

Mantenha a saúde do pet em dia; veja dicas!

A carteira de vacinação deve estar sempre em dia. Nem todos os tutores se lembram que esse cuidado em especial pode proporcionar muitos benefícios para o pet e para os integrantes da família

Ao longo do processo de domesticação, os cães passaram a se conectar cada vez mais com os seres humanos. | Creditos: Canva

Há quem diga que não exista amizade mais sincera do que aquela compartilhada com os pets. Mas para que essa relação seja duradoura, é preciso se atentar aos cuidados com os animais, principalmente em tempos de pandemia. Por isso, a médica veterinária Lara Volpe, da Fórmula Natural, dá dicas de como garantir a saúde dos bichinhos.

Ao longo do processo de domesticação, os cães passaram a se conectar cada vez mais com os seres humanos, de modo que, da mesma maneira que muitas pessoas têm seus pets como filhos, eles também veem seus tutores como membros de sua família. Essa ligação é muito verdadeira principalmente se o pet convive com seus “humanos” desde filhote. Da mesma maneira, animais que foram adotados depois de adultos também veem seus tutores dessa forma, e sentem um imenso afeto por eles.

Para se ter uma ideia do valor sentimental desta relação, principalmente no atual cenário causado pelo novo Coronavírus, um estudo recente publicado na revista Journal of Veterinary Behaviour com base em quase 1.300 respostas a uma pesquisa feita durante três semanas de confinamento sugere que os animais de estimação trazem benefícios para a saúde mental, emocional e física das pessoas. Três em cada quatro indivíduos entrevistados responderam que seu pet (gato ou cachorro) os ajudou a superar o confinamento.

A pandemia e o período de isolamento social intensificaram esta conexão. No Brasil, ONGs e protetores de animais afirmam que a procura por adoção de cães e gatos teve um aumento de até 50% no período. Apesar do aspecto positivo, vale ressaltar que, eventualmente, a rotina voltará ao normal e a adoção é uma responsabilidade muito séria para ser tomada por impulso, pois deve ser mantida ao longo de toda a vida do animal. Portanto, é muito importante que a pessoa leve em consideração seu estilo de vida e suas condições de ter um pet fora do período de pandemia. Esse tipo de conduta previne a posse irresponsável e o abandono de cães e gatos.

Visto que a relação entre pets e seres humanos é muito intensa, a presença de pessoas mais tempo em casa a princípio seria benéfica para esses animais. No entanto, cães e gatos são muito sensíveis à mudança de rotina e, quando isso acontece, eles podem ficar estressados. Por isso é importante que, à medida que o isolamento social for diminuindo, as pessoas adaptem seus animais de estimação a ficarem sozinhos gradativamente. Isso pode ser feito mantendo os animais separados das pessoas em cômodos diferentes durante algumas horas do dia. Com isso, a ausência do tutor não será súbita e os pets não irão sentir tanto.

 Até hoje, não foi comprovada cientificamente a transmissão da COVID-19 para cães, e por isso, a recomendação é manter os cuidados comuns com os animais. Mas, você sabe o que devemos fazer para manter a saúde dos pets em qualquer época, independentemente da pandemia?

- A alimentação é, sem dúvida, um dos pontos mais importantes. Alimentos comerciais são produzidos com ingredientes selecionados e seguros com relação à ausência de microrganismos e toxinas. Além disso, ao oferecer um alimento de boa qualidade, formulado por especialistas, o tutor garante a quantidade adequada de todos os nutrientes que o animal precisa, o que auxilia na manutenção da saúde e qualidade de vida do pet.

- Os passeios podem ter diminuído de frequência e distância devido às regras de isolamento social, mas nem por isso você deve deixar de proporcionar esta atividade a seu pet. Uma opção para o gasto de energia é abusar da boa e velha bolinha e de brinquedos. Se o seu pet é mais interativo, vale tentar brincadeira as como esconde-esconde também. Não se esqueça: quando levar o seu pet para passear, faça a higienização na volta, passando um pano úmido com água e sabão neutro na superfície do pelo e patas.

- A carteira de vacinação deve estar sempre em dia. Nem todos os tutores se lembram que esse cuidado em especial pode proporcionar muitos benefícios para o pet e para os integrantes da família, como proteção contra doenças específicas dos animais, e zoonoses (doenças que são transmitidas para os humanos). Importante ressaltar que o animal deve receber reforços da vacina uma vez ao ano e esta visita ao veterinário acaba sendo uma boa oportunidade para fazer um checkup geral no seu pet.

- A higienização é de suma importância, principalmente para aqueles pets que ficam dentro casa e nas camas dos tutores, por exemplo. Nos cães, o ideal é dar banho a cada 15 dias e realizar a escovação dos pelos diariamente. Nos gatos, o intervalo do banho pode ser maior, visto que esses animais já têm o hábito de se higienizarem com frequência.

Com todos esses cuidados, essa verdadeira amizade tem tudo para ser longa e duradoura. Afinal, quem tem um pet sabe o bem que esse vínculo emocional baseado em amor, carinho e cuidado faz para todos da família, inclusive, para o bichinho de estimação.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.