Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 14-08-2020 às 10:41

Sem exageros: como fugir do efeito rebote

O biotipo da pele também tem relação com o problema; saiba como prevenir

Para manter a pele saudável, Dra Laís Leonor detalha que as etapas básicas de tratamento como a limpeza , hidratação e fotoproteção devem ser seguidas de acordo com o tipo de pele. | Creditos: Canva

O efeito rebote é o aumento da produção de sebo quando removemos toda oleosidade/gordura da pele. “É um mecanismo de defesa em que o organismo produz mais sebo para repor gordura perdida. Essa oleosidade excessiva passa a ser bem desagradável. Acontece em todos os tipos de pele, seja oleosa, mista ou seca”, explica Dra. Laís Leonor Rezende, dermatologista da clínica Dr. André Braz, no Rio de Janeiro.  

O biotipo da pele também tem relação com o problema. “ O biotipo da pele oleosa é caracterizado por uma pele mais espessa , com abundante secreção sebácea, que confere um aspecto brilhante, especialmente na testa e nariz . Apresenta orifícios pilossebáceos notórios , com a tendência a formação de comedões e o envelhecimento tende a ser mais lento que os outros tipos . A lavagem excessiva como tentativa de remover a oleosidade da região é um dos exemplos que ocasiona efeito rebote . O aumento da oleosidade pode ocasionar uma cascata desde de coceira  e irritação na região afetada até cravos, espinhas, pústulas e cicatrizes consequentemente”, afirma Dra Laís.

“Praticamente tudo o que causa perca do manto lipídico na pele pode levar a um efeito rebote, em especial limpeza excessiva da pele”, alerta o médico Dr. Franklin Verissimo, que dirige clínica de dermatologia em Fortaleza, no Ceará.  

Dr. Franklin recomenda uma rotina diária de cuidados com a pele para evitar o efeito rebote. “Limpar o rosto 2 ou no máximo 3 vezes ao dia e com sabonetes próprios para o seu tipo de pele; usar hidratantes faciais apropriados e alguns medicamentos como os retinoides e do ácido glicólico, além de formulações que contenham substâncias seborreguladoras, que devem ser prescritos por médicos Dermatologistas”, destaca o médico.  

Para manter a pele saudável, Dra Laís Leonor detalha que as etapas básicas de tratamento como a limpeza , hidratação e fotoproteção devem ser seguidas de acordo com o tipo de pele. “A cosmética é capaz de interagir com a estrutura da pele e promover mudanças fisiológicas e corrige desordens cutâneas, evitando o efeito rebote”, alerta a dermatologista.  

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.