Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 12-08-2020 às 20:07

Diferenças entre tendinite e lesão no ligamento

Próximo as mãos, a bursa ou pequeno saco fluido também pode se tornar inflamado, causando dor, dando o nome de bursite anserina

É difícil distinguir a tendinite anserina de uma lesão do ligamento medial, porque os sintomas são semelhantes, e ambas são suscetíveis a dor quando sobrecarregamos o interior das articulações do joelho e da perna. | Creditos: PixaBay

A tendinopatia anserina - também conhecida como tendinite da pata de ganso, porque o local onde o tendão se insere lembra o pé de um pato - acontece quando há uma inflamação de um tendão no lado medial (interno) do joelho. A bursa ou pequeno saco fluido também pode se tornar inflamado, causando dor, dando o nome de bursite anserina.


Sintomas 

É difícil distinguir a tendinite anserina de uma lesão do ligamento medial, porque os sintomas são semelhantes, e ambas são suscetíveis a dor quando sobrecarregamos o interior das articulações do joelho e da perna. Os sintomas incluem dor ao longo do interior do joelho, em especial na parte inferior com irradiação para a perna. A dor pode ser sentida ao subir escadas ou quando contraímos os músculos isquiotibiais contra a resistência. Alongar os músculos isquiotibiais também pode causar dor. 

 

Causas

A tendinite da perna é uma inflamação combinada do músculo semitendinoso (um dos tendões), do sartorius (o músculo que atravessa a frente da coxa) e do gracilis (grácil) muscular, que é um dos músculos adutores. Todos eles se anexam em conjunto na tíbia ou no osso da canela sobre a parte interna.

Nesta área, há também a bolsa anserina, que se encontra entre o tendão e o osso da tíbia. Esta bursa pode se tornar inflamada devido à fricção repetitiva em esportes como ciclismo, corrida e natação, especialmente nado peito. Isso resulta em bursite e/ou tendinopatia (às vezes chamada de tendinite).

 

Tratamento

Inicialmente, é preciso tratar os sintomas e depois trabalhar na causa da inflamação do tendão ou da bursa. O tratamento dos sintomas inclui descanso de quaisquer atividades agravantes e aplicação de gelo ou terapia fria para reduzir a dor e inflamação. 

O gelo pode ser aplicado durante 10 minutos a cada hora ao longo dos dois primeiros dias. Depois, de três a quatro vezes por dia, conforme necessário. Medicamentos anti-inflamatórios, podem ser usados, ajudando a reduzir dor e inflamação. Alongar os músculos que rodeiam, como o quadríceps, isquiotibiais e adutores, pode ajudar. 

Um terapeuta/fisioterapeuta pode aplicar métodos analgésicos e cicatrizantes. Se o tratamento não for bem-sucedido, injeções de corticosteroides têm se mostrado eficazes. Ondas de choque e acupuntura também estão no protocolo de tratamento. 

A segunda fase do tratamento deve considerar a causa da lesão, corrigindo o problema. Tudo isso sob avaliação e prescrição médicas. 

Bons treinos!

 

Sobre a especialista

Ana Paula Simões é Professora Instrutora da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e Mestre em Medicina, Ortopedia e Traumatologia e Especialista em Medicina e Cirurgia do Pé e Tornozelo pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. É Membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia; da Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé, da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia do Esporte; e da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.