Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 06-08-2020 às 20:23

Casa Barão de Melgaço recebe 2 mil títulos de curadora

A biblioteca da Profa. Elizabeth Madureira Siqueira está divida em quatro áreas: Mato Grosso, História, Educação, Ciências Humanas e Sociais

| Creditos: Arquivo Pessoal

A Curadoria da Casa Barão de Melgaço, perseguindo sua vocação, no ano de 2020, recolheu, organizou e catalogou a Biblioteca da Profa. Elizabeth Madureira Siqueira, fortalecendo ainda mais os trabalhos no campo da pesquisa e da preservação da memória.

A biblioteca da Profa. Elizabeth Madureira Siqueira está divida em 4 Áreas:

  • Mato Grosso
  • História
  • Educação e
  • Ciências Humanas e Sociais

Levado para uma das salas do Solar do Barão de Melgaço, o conjunto de livros e álbuns foram devidamente catalogados e colocados em estantes, sendo duas delas doadas pela citada professora e as demais restauradas do mobiliário da Casa Barão de Melgaço, perfazendo um total de 2.309 títulos à disposição dos pesquisadores.

Na avaliação da doadora, um acervo só tem serventia quando pode ser consultado por um número extenso de pesquisadores. Por isso ela resolveu socializar o conjunto de obras que acumulou durante mais de 50 anos.

De outro, considera que a explicação da forma e períodos de aquisição dos livros será muito mais fácil de ser recuperada enquantoo doador estiver vivo, pois ele poderá oferecer explicações sobre o processo de constituição de sua biblioteca.

Para a Curadora, a incorporação de novos acervos constitui um momento de grande alegria, uma vez que a Casa Barão de Melgaço se enriquece a cada dia, retornando à sua função enquanto Centro de Pesquisa.

 

Acesse os catálogos dos acervos:

Mato Grosso

História

Educação

Ciências Humanas e Sociais

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.