Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 14-08-2020 às 09:36

Depilação a laser: qual é o número ideal de sessões?

Apesar da recomendação da Vialaser ser de no mínimo 10 sessões, alguns clientes precisam estender o tratamento um pouco mais em função do tipo de pelo e da região

Resultado eficaz. | Creditos: Divulgação

Uma pele lisinha e sem pelos é o sonho de praticamente todas as mulheres. Para alcançar esse objetivo, elas contam com uma grande aliada: a depilação a laser! Ao escolher um tratamento de beleza, a maioria das pessoas quer resultados rápidos. Mas, quando se trata de depilação a laser, é preciso observar dois pontos importantes: a qualidade da tecnologia utilizada e o número de sessões para se obter um resultado eficaz.

Mas, qual é o tempo certo? Demora muito? Quantas sessões? Um turbilhão de perguntas surge neste momento. Porém, o resultado duradouro e eficiente depende da realização de no mínimo dez sessões, como recomenda a Vialaser, referência em depilação a laser no Brasil. Em alguns casos, dependendo da região e do tipo de pelo, a cliente precisa de algumas sessões adicionais. A dica é sempre procurar a clínica mais próxima e realizar uma avaliação prévia com profissionais especializados no tema.

O tempo de cada procedimento varia de acordo com a área e a quantidade de pelos. O buço, por exemplo, dura dois minutos, enquanto as axilas e virilha levam, respectivamente, três e dez minutos. As clínicas da Vialaser trabalham com os lasers de Alexandrite e Nd:YAG, os mais modernos do mercado, garantindo um tratamento mais seguro, com o melhor custo/benefício e 50% mais rápido – o cliente pode depilar o corpo todo em sessões de 30 minutos.

“Quem já passou pelo procedimento aprovou, pois o sistema permite anestesiar a pele antes da remoção dos pelos. Os resultados podem ser vistos desde a primeira vez, porém a diminuição dos pelos se dá a partir da 6ª sessão, sendo que a nossa recomendação é no mínimo de 10 para garantir maior durabilidade do tratamento”, destaca a sócio fundadora da Vialaser, Kessey Bini.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.