Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 14-08-2020 às 09:47

Como preparar cães e gatos para voltar à rotina?

Os animais de estimação se acostumam com a presença dos donos em casa e a ausência repentina pode gerar alguns problemas emocionais e de comportamento

Border Collie | Creditos: PixaBay

Depois de passar meses com seus donos em casa, cães e gatos acabaram se acostumando com a constante presença dos humanos. Só que, agora, com a flexibilização da quarentena, precisam ser preparados para o distanciamento do tutor, de forma a não prejudicar o emocional dos bichinhos. 

“Durante a quarentena grande parte dos tutores dedicaram mais tempo aos pets, brincando, passeando e, claro, se divertindo mais. Com a possibilidade de volta ao trabalho, existe uma chance grande dos animais, principalmente os cães que são mais dependentes, desenvolverem a síndrome de separação, um momento de estresse agudo que surge quando o animal tem que ficar sozinho”, alerta Ricardo Ueda, educador pet da AmahVet, voluntário Abrigo Chácara da Dolores e fundador da Educa Pet. 

Para ajudar os donos de animais a passarem por essa nova fase, Ueda dá algumas dicasA primeira delas é começar a isolar o cão em alguns momentos durante o dia. “Inicie com 30 minutos duas a três vezes ao dia, durante dois dias seguidos. No terceiro dia, deixe-o sozinho por uma hora e, no quarto, por duas horas. Aproveite aqueles momentos que você realmente precisa sair de casa”, orienta. O segundo passo é diminuir a interatividade e brincadeira diárias. “Aumente os isolamentos gradativamente até o dia que a rotina voltar ao normal, assim seu animalzinho vai se acostumando novamente com o afastamento sem sofrer um choque”, recomenda.

E atenção: se mesmo tomando todos os cuidados e fazendo esta preparação o seu pet desenvolver depressão ou algum estágio mais avançado da síndrome de separação, o ideal é procurar um profissional educador canino para ele analisar o perfil da família e do cão e, se necessário, iniciar um tratamento terapêutico natural. “Tais tratamentos podem ser feitos com florais, aromaterapia ou até música, dependendo de cada caso”, finaliza o especialista.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.