Cuiabá - MT, 06-04-2020 às 20:15

Apesar do foco em diversidade e inclusão, menos da metade das organizações tem uma estratégia para melhorar a equidade de gênero

O relatório global da Mercer “When Women Thrive” 2020 mostra alguns progressos nas áreas de contratação, promoção e retenção de mulheres

| Creditos:

Apesar dos progressos e das boas intenções, a igualdade entre homens e mulheres no mundo organizacional ainda está longe de ser uma realidade. De acordo com o relatório global da Mercer When Women Thrive 2020, a maioria (81%) das organizações em todo o mundo afirma que melhorar a diversidade e a inclusão (D&I) é importante, mas menos da metade (42%) tem uma estratégia documentada e plurianual para alcançar a equidade de gênero.

A pesquisa, que nesta sua segunda edição consultou 1.157 organizações de 54 países, inclusive do Brasil, revelou que apenas 40% da força de trabalho global é do sexo feminino, ligeiramente acima dos 38% de quatro anos atrás. Além disso, embora a representação das mulheres em cargos de liderança sênior esteja aumentando, ela diminui à medida que os níveis de carreira avançam. A pesquisa da Mercer revela que as mulheres constituem 47% do pessoal de apoio e 42% dos cargos de nível profissional, mas apenas 29% e 23% dos cargos de nível sênior e executivo, respectivamente.

"A equidade de gênero é hoje um imperativo global e as organizações estão tomando medidas para fazer a diferença", disse Martine Ferland, Presidente e CEO da Mercer. "Porém, enquanto as mulheres continuarem a estar sub-representadas nos cargos mais altos, assim como a nível de oportunidades de desenvolvimento e progressão de carreira em todas as indústrias e geografias, ainda existe muito trabalho a fazer para alcançar o equilíbrio entre homens e mulheres no contexto profissional”.          

Apesar do ritmo do movimento nas organizações ainda não ser o desejado, há aspectos positivos que mostram progressos de impacto duradouro. Segundo o levantamento, as taxas de contratação, promoção e retenção de mulheres são agora comparáveis às dos homens, o que representa uma melhoria em relação a quatro anos atrás, quando o When Women Thrive foi realizado pela primeira vez (ver Figura 1).

Figura 1 Fluxos de Talento no Mercado de Trabalho

Fonte: Relatório Global da Mercer When Women Thrive 2020

Além disso, empresas em todo o mundo estão adotando métodos mais disciplinados para analisar a equidade salarial. A pesquisa revela que quase três quartos (72%) das organizações têm equipes dedicadas à análise da equidade de pagamento, e mais da metade (56%) utiliza uma abordagem estatística robusta para realizar essas análises.

Outro aspecto positivo que faz avançar a equidade de gênero na força de trabalho é o envolvimento da liderança. Dois terços (66%) das organizações relatam que os executivos seniores estão ativamente engajados em iniciativas e programas de D&I, contra 57% em 2016, e mais da metade (57%) relatam o mesmo para os Conselhos de Administração, contra 52% em 2016.

No Brasil

Os dados gerais das empresas brasileiras incluídas na pesquisa se assemelham muito aos resultados globais. Entretanto, enquanto globalmente 33% das empresas têm cargos exclusivos de D&I, no Brasil esse número é de apenas 20%. “Para que avanços reais sejam alcançados, proporcionando resultados tangíveis e de longo prazo, as organizações precisam de equipes dedicadas à D&I”, afirma Ana Laura Andrade, líder  de Talent Strategy da Mercer Brasil.  “Além disso, para impulsionar a mudança, as organizações devem tomar decisões usando insights orientados por dados, definir metas mensuráveis, envolver todos os gestores e instilar uma cultura que valorize a diversidade", complementa a executiva

Outras descobertas:

·         Globalmente, as organizações estão otimistas sobre sua capacidade de contratar, promover e reter mulheres. Menos de um terço das empresas reporta dificuldades para atrair (32%), promover (32%) e reter (20%) mulheres.

·         Apenas 64% das organizações em todo o mundo monitoram a representação de gênero e menos ainda analisam contratações, promoções e demissões por gênero.

·         Apenas 25% das organizações em todo o mundo monitoram as necessidades de saúde específicas de gênero, enquanto somente 9% acompanham o bem-estar financeiro específico por gênero. 

O relatório global When Women Thrive 2020 da Mercer, o mais proeminente do gênero, compartilha ideias de líderes seniores de negócios de 1.157 organizações em 54 países e seis regiões, representando sete milhões de funcionários. A pesquisa abrange políticas e práticas relacionadas à diversidade, inclusão e equidade de gênero, incluindo questões relacionadas à prestação de contas, envolvimento da liderança, equidade salarial, desenvolvimento de carreira, saúde e bem-estar e bem-estar financeiro.

Sobre a Mercer

A Mercer oferece aconselhamento e soluções orientadas à tecnologia que ajudam as organizações a atender às necessidades de carreira, previdência, investimentos e saúde de uma força de trabalho em constante mudança. São mais de 25.000

funcionários localizados em 44 países e com atuação em mais de 130. A Mercer é uma subsidiária integral da Marsh & McLennan Companies (NYSE: MMC), a principal empresa global de serviços profissionais nas áreas de risco, estratégia e pessoas. Com mais de 76 mil colegas e receita anual de mais de US$ 17 bilhões, a Marsh & McLennan apoia seus clientes a navegar em um ambiente cada vez mais dinâmico e complexo.

Visite: www.mercer.com.br

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.