Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 03-07-2020 às 13:02

Apartamento de 34 m² assinado pela Andrade & Mello Arquitetura é exemplo de funcionalidade

Arquitetos priorizam a amplitude visual, facilidade para o dia a dia e apostam no estilo urbano e minimalista para o primeiro apartamento do jovem morador

A integração com a varanda garantiu maior amplitude visual para o apartamento | Creditos: Emerson Rodrigues

Qual o tamanho do seu sonho? 34 m² era a medida certa para o jovem morador deste apartamento. Com 28 anos, buscava no primeiro apartamento a independência para assistir suas séries preferidas, jogar videogame quando sobra um tempinho e ter um lar para voltar, quando aproveita o tempo livre para suas adoradas viagens. Para traduzir os anseios do jovem e ajudar a tornar o desejo realidade, os arquitetos Renato Andrade e Erika Mello, do escritório Andrade & Mello Arquitetura, entraram em cena.

Por ser um apartamento pequeno, ele não acreditava que seria possível colocar todas as suas ideias na metragem disponível e por isso buscou os arquitetos para otimizar cada área ao máximo. “Nós fizemos o apartamento de uma amiga dele um ano antes e ele gostou das soluções que demos para a pouca metragem. Ele estava saindo da casa da família e buscava um espaço que o representasse e atendesse suas necessidades mínimas”, conta Renato.

Entre os desejos do jovem, a necessidade de ter um quarto separado dos demais cômodos era a número um. Por isso, setorizar o apartamento foi a primeira demanda do projeto. “Assim, optamos por alocar a área social (cozinha e sala) na varanda, e o espaço íntimo ficou mais reservado na área pré-definida pela construtora. Não usamos divisórias, os próprios móveis delimitam cada espaço, garantindo amplitude”, fala Erika.

Como mudança no layout do apartamento, a proposta dispensou paredes entre quarto, cozinha e varanda – esta ganhou fechamento de vidro para aumentar a área útil interna e teve o piso nivelado ao restante dos ambientes.  Certos de que menos é mais, Renato e Erika lançaram mão apenas dos móveis necessários para atender o dia a dia do morador, investindo em um conceito mais minimalista, que traz a sensação de que o imóvel é maior. “Já que temos um espaço totalmente integrado, optamos por materiais mais urbanos, que imprimissem as características do morador – jovem e moderno, que gosta de coisas simples”, fala Renato.

 

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.