Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 03-07-2020 às 11:39

Permaneça fisicamente ativa após a mastectomia

| Creditos: PixaBay

Após a mastectomia, que consiste na remoção cirúrgica da mama que ocorre especialmente durante o tratamento para câncer de mama, fazer exercícios regularmente é uma parte importante da manutenção da saúde física e emocional da paciente/atleta

Existe o preparo para a cirurgia, o procedimento e finalmente a recuperação. Participar de atividades físicas regulares faz parte dessa terceira etapa e pode melhorar seu humor, ajudá-la a manter o controle de sua recuperação e a construir força e flexibilidade muscular. Educar-se sobre o que fazer após a mastectomia com relação ao exercício físico é o primeiro passo para garantir que você permaneça ativa.

 

Exercite-se com segurança

Sempre faça um check-up com seu médico do esporte antes de iniciar um regime de exercícios para reduzir o risco de lesões. O exercício após uma mastectomia não deve causar desconforto considerável ou outros problemas. Se você sentir dor que não diminui ou que piora, uma sensação pesada nos braços, inchaço, dores de cabeça, formigamento, tontura ou problemas de coordenação, interrompa o treino e entre em contato com o seu médico. A ideia é você praticar atividades físicas sem sentir nada.

Pratique a respiração profunda
Os exercícios de respiração profunda garantem que seus pulmões possam lidar com as rotinas de exercícios e aliviar o estresse, assim que seu médico disser que você pode começar a se exercitar. Exercícios de respiração profunda envolvem estar deitada de costas enquanto inspira lenta e profundamente e depois expira lentamente. Você deve estabelecer uma meta para praticar a respiração profunda cinco ou seis vezes ao longo do dia: ajuda muito a você se escutar e se conhecer.

Use roupas confortáveis
Exercite-se com roupas largas e confortáveis, projetadas para malhar, em vez de roupas restritivas e justas. Se você usar sutiãs de mama personalizadas, verifique se elas se encaixam com segurança durante o treino para não fazer atrito e atrapalhar na cicatrização.

Tente fazer alongamento simples
Os exercícios básicos de alongamento ajudam a aliviar a rigidez do ombro, comum após uma mastectomia. Concentre-se em praticar alongamentos suaves para melhorar sua amplitude de movimento e força nos ombros afetados. Isso pode envolver segurar as mãos atrás das costas e empurrá-las para trás; ou segurar a moldura da porta e dar um passo à frente para esticar os ombros. A sensação é de puro alívio.

Crie exercícios cardiovasculares
As atividades cardiovasculares ajudam a manter a forma pós-mastectomia, reduzir o estresse e aumentar a resistência. Elas também fornecem uma boa razão para passar mais tempo ao ar livre. Dependendo do seu nível de conforto, você pode caminhar, correr ou pedalar para envolver seu sistema cardiovascular.

Não se esqueça de fazer exercícios de fortalecimento
Os exercícios de fortalecimento desempenham um papel importante para ajudar a manter a forma e a saúde após a mastectomia. No entanto, você não deve fazê-los logo após o procedimento. Normalmente, os pacientes são liberados para começar a fortalecer os exercícios quatro a seis semanas após a cirurgia. Para garantir que você esteja realizando exercícios de levantamento de peso e construção de força com segurança, planeje visitar um fisioterapeuta para obter orientação.

Torne o seu treino divertido
Ouça sua música favorita enquanto se exercita ou tente atividades diferentes para manter seu exercício pós-mastectomia mais emocionante. Tente fazer aulas de yoga ou Pilates, aprender novos movimentos de dança ou nadar. Faça também com a família, para o seu treino render mais e você apreciá-lo. Juntos com amigos ou familiares, todos irão encorajá-la.

Bons treinos!

 

Sobre a especialista

Ana Paula Simões é Professora Instrutora da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e Mestre em Medicina, Ortopedia e Traumatologia e Especialista em Medicina e Cirurgia do Pé e Tornozelo pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. É Membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia; da Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé, da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia do Esporte; e da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.