Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 06-06-2020 às 17:15

Diante do problema nas relações Irã e EUA a BPW Cuiabá suspende o Programa Women Entrepreneur

Trata-se de um programa de empreendedorismo e empoderamento feminino internacional que ocorreria de 14 a 24 de março em Washington, D.C e Nova Iorque. A direção da ONG Feminina não quer arriscar.

O programa foi suspenso temporariamente, a retomada está prevista para o final deste ano | Creditos: shuterstock e divulgação

Informações de que não se descarta um conflito armado entre o Irã e os Estados Unidos fez com que a Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais- BPW Cuiabá suspendesse temporariamente, após ouvir sua diretoria e o seu Conselho Superior, a realização no primeiro semestre, do programa internacional, WE - Women Entrepreneurs, em parceria com a empresa a Liaison America. Segundo a presidente, Zilda Zompero, a ONG Feminina não quer colocar o grupo em risco, se atentando a segurança de suas associadas, tanto de Mato Grosso, quanto outras partes do país que demonstrou interesse em participar. A data limite das inscrições seria 11 de janeiro, já iniciando-se o pagamento do curso.

O WE - Women Entrepreneurs será transferido para o segundo semestre deste ano, após análise criteriosa de segurança. Trata-se de  um programa holístico internacional nos Estados Unidos, pensado por mulheres para mulheres inovadoras com ênfase em design thinking, empreendedorismo social e aprimoramento pessoal e profissional. A primeira turma do WE participaria de workshop certificado pela American University, Washington, D.C, e de visitas técnicas a empresas sediadas na capital americana, além de tour cultural em Nova Iorque.

A presidente Zilda Zompero deixou claro que não se trata de cancelamento do programa, que é muito atrativo, e já tinha muitas associadas interessadas. Inclusive o mesmo foi apresentado pela representante da Liaison America e a BPW Cuiabá, na Convenção da BPW Brasil, no ano passado, mas sim de uma alteração de data, que somente será definida e divulgada, após ter o máximo de garantias de que as relações entre o Irã e EUA retornaram a normalidade.  A atitude, conforme Zilda Zompero, reflete na segurança pela qual a organização se pauta em relação as suas associadas.  “Implantar o programa não é fácil, e com um problema geopolítico no país, que é nosso destino, ainda mais em sua capital, tornou a ação ainda mais desafiadora, e temos que ter cautela”, frisou a presidente.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.