Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 17-02-2020 às 01:12

Sete filmes para assistir com os filhos e ensinar sobre finanças

Os filmes e séries são recursos interessantes para aprender a como lidar com o dinheiro

Até que a sorte nos separe (2012) | Creditos: Reprodução

Preparar crianças e jovens para terem controle da própria vida financeira é fundamental para o desenvolvimento de um adulto bem sucedido. De acordo com o especialista em finanças pessoais e consultor da Conquista Solução Educacional, Altemir Farinhas, a criança que recebe educação financeira já começa a entender mais sobre a realidade em que vive e está melhor preparada para o futuro. “O importante é que ela comece a lidar com o dinheiro na vida real, nas coisas do dia a dia e os benefícios são inúmeros, pois atingem também a família”, explica Farinhas. Diferentes métodos de ensino podem ser utilizados para falar sobre finanças com os filhos - inclusive alguns bem divertidos. Por meio de jogos, gibis, filmes, entre outros, crianças e adolescentes podem aprender novas maneiras de lidar com o próprio dinheiro e desenvolver interesse pela educação financeira e empreendedorismo.

Os filmes e séries são recursos interessantes para esse aprendizado - porque, em sua maioria, demonstram atitudes e hábitos de forma prática e carregam lições valiosas que podem ser trabalhadas pelos pais com os filhos. Confira sete sugestões de filmes que trazem alguma lição sobre finanças:

1. Os delírios de consumo de Becky Bloom (2009)

Na comédia baseada na série de livros “Delírios de consumo de Becky Bloom”, Rebecca mora em Nova York e tem o sonho de trabalhar para uma renomada revista de moda, mas sem sucesso. Inesperadamente, ela consegue um trabalho como colunista para uma revista financeira que pertence à mesma empresa. Sua coluna, que fala de economia fazendo alusão a itens de moda, torna-se um sucesso da noite para o dia, mas ela está a ponto de arruinar sua vida e sua carreira por ser uma compradora compulsiva.


 

2. Fome de Poder (2016)

O filme conta a história de ascensão da marca McDonald’s e mostra como o ex-vendedor ambulante Ray Kroc conseguiu transformar as lanchonetes dos irmãos Mac Donald na maior rede de fast-food do mundo. Apesar de algumas atitudes controversas do protagonista, com a história é possível aprender sobre coragem, persistência e inovação - e como esses elementos podem ser diferenciais para o empreendedorismo e sucesso financeiro.


 

3. À procura da felicidade (2007)

No filme, Chris Gardner enfrenta uma vida difícil. Despejado de seu apartamento, este pai solteiro e o filho não têm onde morar. Chris consegue um estágio não remunerado em uma firma de prestígio. Sem dinheiro, os dois são obrigados a viver em abrigos. A obra dá uma lição de alto impacto psicológico sobre a tragédia de quem não soube administrar o próprio dinheiro e teve que enfrentar as consequências disso.


 

4. Até que a sorte nos separe (2012)

Produção nacional, “Até que a sorte nos separe” foi inspirado de forma cômica no best-seller “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos”, e conta as aventuras de um casal que consegue, duas vezes, o quase impossível: ganhar na loteria. Porém, em dez anos, Tino, o fanfarrão, consegue gastar até o último tostão do dinheiro do prêmio, com uma vida de ostentação ao lado de sua família. Falido, é obrigado a aceitar a ajuda de Amauri, um consultor financeiro chato e muito econômico. O filme faz com que o público perceba que, mesmo com uma boa conta bancária, é preciso planejamento, controle e sabedoria ao gerir as finanças. 


 

5. Vivendo com um dólar (2013)

Viver com apenas um dólar por dia é um desafio encarado por mais de 1,1 bilhão de pessoas no mundo. O documentário “Vivendo com um dólar” mostra quatro norte-americanos que escolhem viver essa experiência, por dois meses, na Guatemala, enfrentando problemas como a fome e a falta de saneamento. Com a intenção de sensibilizar as pessoas para as situações de extrema pobreza ao redor do mundo, o filme não mostra apenas uma nova forma de lidar com o dinheiro, mas, acima de tudo, faz questionar o real valor das coisas. 

6. O Preço do Amanhã (2011)

Em um futuro próximo, o envelhecimento passou a ser controlado para evitar a superpopulação, tornando o tempo a principal moeda de troca para sobreviver e também obter luxos. Assim, os ricos vivem mais que os pobres, que precisam negociar sua existência, normalmente limitada a 25 anos de vida. O longa-metragem relaciona dois aspectos muito importantes para uma vida financeira saudável: a administração do tempo e do dinheiro. Com o artifício da ficção, os personagens mostram como a desigualdade econômica é um problema social.


 

7. Um Novo Plano (2014)

A Família de Matt Webster depositava sua alegria e seu sucesso em muitas compras, lindos carros e uma bela casa. Ele era respeitado pelos colegas e invejado como um homem que tinha tudo. Parecia que a vida era perfeita, até que tempos difíceis trouxeram à tona relacionamentos despedaçados e muita dor - frutos de uma vida com as prioridades invertidas, egoísmo e orgulho. Foi preciso a família chegar ao "fundo do poço" para que pudesse traçar um novo plano.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.