Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 17-11-2019 às 06:16

Campanha de conscientização sobre a Quadrilha do Ouvido

Comunidade médica brasileira focada no diagnóstico e tratamento dos vilões do ouvido

Durante todo o mês são realizadas atividades com profissionais de uma equipe multidisciplinar, como vídeos e palestras. | Creditos: PixaBay

A 14ª edição do Novembro Laranja, ‘Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido’, promovida pelo Instituto Ganz Sanchez, primeiro centro latino americano especializado no tratamento de Zumbido, Misofonia e Hiperacusia, visa alertar a população sobre as causas e formas de tratamento, além de reforçar que parte crescente da comunidade médica vem progressivamente oferecendo opções de tratamento com melhora, e até cura, de sintomas que já atingem mais de 40 milhões de brasileiros.

Dra. Tanit Ganz Sanchez, especialista, reconhecida mundialmente como autoridade na pesquisa e tratamento do Zumbido no ouvido, tem na bagagem 25 anos de estudos sobre zumbido, é também a criadora da ‘Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido’ e do Novembro Laranja – mês escolhido para chamar atenção para os problemas do ouvido e que tem como objetivo alertar e conscientizar sobre a “Quadrilha do ouvido” (Zumbido, Hiperacusia, Misofonia).

Durante todo o mês são realizadas atividades com profissionais de uma equipe multidisciplinar, como vídeos e palestras. Para esta edição, a novidade é o WEISHA (1º Webmeeting Internacional sobre Zumbido e Hipersensibilidades Auditivas), que acontecerá nos dia 07 e 08 de novembro, com a otorrinolaringologista Dra. Tanit Ganz Sanchez e a fonoaudióloga Katya Freire, com transmissão ao vivo e ainda contará com palestras nacionais e internacionais – e o melhor: é aberto ao publico em geral.

Segundo a Profa. Dra. Tanit Ganz Sanchez,, somente a perda auditiva costuma ser conhecida da população. Entretanto, os sintomas da “quadrilha do ouvido” são até mais comuns e podem representar o início de problemas auditivos que futuramente poderão levar à perda auditiva, por isso merecem

atenção e foram associados em uma campanha específica. Reconhecer os sintomas precocemente e buscar tratamento pode evitar a progressão dos problemas e melhorar a qualidade de vida. Além disso, a demanda de pessoas que se queixam de sintomas auditivos vem crescendo em todas as idades, inclusive entre crianças e adolescentes, que não têm o mínimo necessário de esclarecimento.

 

14ª Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido

Objetivos:

- Conscientizar a população sobre a realidade preocupante do aumento dos problemas do ouvido em pessoas de todas as idades, particularmente o Zumbido. Este ano, a Campanha acrescentará informações sobre Misofonia e Hiperacusia.

- Motivar mais profissionais a abraçarem esta causa, entendendo que Zumbido, Misofonia e Hiperacusia são sintomas de ouvidos mais frágeis, que precisam de mais cuidados com as agressões diárias, além da investigação correta de suas causas.

- Divulgar que o tratamento precoce do Zumbido, da Misofonia e da Hiperacusia pode fazer a diferença na recuperação da qualidade de vida.

- Mudar pensamentos restritivos (“não há nada a fazer”, “isso não tem cura” ou “aprenda a conviver com isso”) ajuda a ampliar a atuação profissional e obter sucesso no tratamento do paciente.

Após a notoriedade conquistada com mais de uma década de Campanha, a Profa. Dra. Tanit Ganz Sanchez chama atenção para a parceria com profissionais de vários estados do Brasil que passaram a dedicar tempo e estudo ao tratamento do zumbido. “A ajuda da população mais informada

pelas campanhas anteriores - e ávida por tratamento em suas cidades - foi fundamental para acelerar esse movimento médico, pois ela levou as informações aos seus respectivos profissionais para juntos buscarem o tratamento. Esse círculo virtuoso já conseguiu melhorar o cenário do zumbido no país, mas ainda há muito para melhorar. Por isso, a participação de mais profissionais experientes está sendo progressivamente encorpada na Campanha ao longo dos anos”, sentencia a médica que, desde 1994, observa o sintoma se alastrando entre crianças, adolescentes e adultos, e que também defende o abandono das crenças errôneas da Medicina sobre o zumbido ser um problema exclusivo da 3ª idade e sem cura.

No cenário atual, a “Quadrilha do Ouvido” é vista como um conjunto de sintomas decorrentes da vida moderna, pois podem ser causados por erros alimentares, exposição abusiva aos sons, uso frequente de celulares e medicamentos sem prescrição, por estresse com as dificuldades da vida diária etc.

As atividades da Campanha do NOVEMBRO LARANJA acontecem no Brasil todo e conta com muitos profissionais envolvidos para a conscientização da população sobre a Quadrilha do Ouvido.

“Com o passar do tempo, temos certeza que o Novembro Laranja fará com que a Quadrilha do Ouvido seja mais conhecida, mais investigada e tratada com mais sucesso!”, afirma Dra. Tanit Ganz Sanchez.

Todos podem participar do Novembro Laranja!!!

 

Serviço:

WEISHA (1º Webmeeting Internacional sobre Zumbido e Hipersensibilidades Auditivas)

Data: 07 e 08 de novembro (transmissão ao vivo)

Horário: 19h30

Temas: ZUMBIDO E HIPERSENSIBILIDADES AUDITIVAS

Site

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.