Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 17-11-2019 às 08:16

Moda para pets foca no conforto dos bichinhos

No Estação da Moda Shopping, localizado em um dos maiores pólos de moda e confecção do País, em Goiânia, lojas se especializaram em modelitos sob medida para os doguinhos

De acordo com Waldirene, o mundo fashion animal segue várias tendências e estilos, mas não abre mão de uma coisa: o conforto para os bichinhos. | Creditos: PixaBay

Com uma população de 132 milhões de animais domésticos, segundo o IBGE, o mercado pet no Brasil não toma conhecimento da atual crise econômica. Em 2018, o setor movimentou mais de R$ 20 bilhões, quase 10% (9,8%) a mais que em 2017. A cifra alçou o País ao posto de segundo maior consumidor do mundo de itens pets, ultrapassando o Reino Unido pela primeira vez e ficando atrás apenas dos Estados Unidos, que detém 50% do mercado. Os dados são da consultoria Euromonitor, especializada em pesquisas de mercado.

Os números acima traduzem a relação de forte afetividade que os brasileiros têm com seus animais domésticos, em especial cães e gatos que são considerados como filhos por muitos. Assim, quem tem “filhos de quatro patas” não querem vê-los apenas bem alimentados e saudáveis, mas também bonitos. Por isso cresce no Brasil o promissor mercado  da moda pet, que já chegou, inclusive, a um dos maiores polos de moda e confecção do País, a Região da 44, em Goiânia. A empresária Waldirene Gles tem dez anos de atuação no segmento e é proprietária da única loja no Estação da Moda Shopping voltado à moda pet, a Cantinho do Cachorro. Ela conta que começou a vender roupas inspiradas na sua cadela Mel, uma poodle de 14 anos, que ela considera como filha. 

Ela oferece modelos diversos para cachorros, gatos, hamsters, porquinhos da índia e até saguis o que inclui peças como vestidos, bermudas, bonés, calcinhas, e até peças personalizadas para ocasiões especiais. “Já produzi muitas roupas de noiva para cachorrinhas que participaram do casamento da mamãe delas”, revela a lojista que confecciona muitas de suas peças sob encomenda. 

De acordo com Waldirene, o mundo fashion animal segue várias tendências e estilos, mas não abre mão de uma coisa: o conforto para os bichinhos. “Em nossas peças usamos malha fria e algodão, porque são as mais bem aceitas pelos animais e não causam alergia na pele. As roupas também não podem limitar o movimento dos bichinhos, por isso o modelo e tamanho deve ser adequados. A roupinha não podem ser larga e nem apertada demais”, explica a comerciante, que em sua loja conta até mesmo com um provador para os bichinhos.

Para confeccionar suas peças a lojista do Estação da Moda Shopping busca informações dos animais de estimação para propor os melhores produtos. “Cada raça tem uma especificidade. Não dá para colocar qualquer roupa num cão ou gato de pêlo longo ou acima do peso. Nesse caso, por exemplo, oriento a usar uma bandana para dar uma opção para o dono e para o pet”, explica Waldirene. 

 

Estilos

Do casual, passando pelo lazer e até os momentos solenes, respeitando-se as condições de conforto do animal, os modelos seguem a criatividade do estilista e dos donos dos pets. Conforme Waldirene, os modelos mais procurados são os de passeio, como camisas de algodão, bermudas jeans, vestidos estilo bonequinha com laço e gola e coletes de tecido sintético e jardineiras. Para as ocasiões especiais, uma das peças mais pedidas são os  smokings para cães machos os vestidos de noiva bordado, com direito a aplicação de tule, renda e até véu. “Muitos clientes procuram esses modelos para os casamentos. Elas querem que os pets acompanhem eles, inclusive neste dia especial”, conta a empresária. 

Na linha “geek”, ela criou peças como vestido da mulher maravilha, macacão do Super Homem e Incrível Huck. Os vestidos com laços e tecido estampado também estão entre os mais procurados e trazem mais charme e elegância para as fêmeas, enquanto os bodys com colete e gravata conferem formalidade para os pets machos. A empresária também desenvolve peças para períodos comemorativos como carnaval, festa junina e Natal. “Para essas épocas, a procura é grande também, principalmente no Natal, onde os donos buscam vestidos de mamãe noel e conjuntinhos de papai noel”, revela a lojista que aumenta em 50% o volume de vendas da loja no mês de dezembro. 

 

Toque especial

Segundo a lojista do Estação da Moda, os acessórios são um capítulo a parte no universo fashion animal. As opções são inúmeras, bandanas, bonés, laços variados, colares com pingentes e até piercings adesivos que dão um charme a mais na composição dos looks. 

Dona de uma Shitzu de dois meses, a estudante Bruna Evelin, 17 anos, é uma das novas clientes de Waldirene. Ela diz que não abre mão de um acessório na hora de embelezar sua “filha”. “Sempre compro algo para amarrar o topete dela, além de ficar lindo, evita que os pêlos fiquem caindo e cobrindo os olhos”, conta a  estudante.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.