Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 17-11-2019 às 08:25

Mulheres da Chapada terão treinamento de defesa pessoal

A instrutora Taísa Guimarães, habilitada pela Federação Sul Americana de Krav Maga e responsável pela difusão do Krav Maga – a defesa pessoal israelense – em Mato Grosso, vai mostrar como as mulheres podem se defender inclusive de agressores maiores e mai

erão duas turmas, uma no dia 27 e outra em 28 de outubro, com o apoio do Rotary Club Cuiabá. | Creditos: Divulgação

A Federação Sul Americana de Krav Maga vai realizar treinamentos de defesa pessoal (Krav Maga) exclusivamente para mulheres, na Chapada dos Guimarães. Serão duas turmas, uma no dia 27 e outra em 28 de outubro, com o apoio do Rotary Club Cuiabá.

Taísa Guimarães, instrutora habilitada pela Federação Sul Americana de Krav Maga e responsável pela difusão da modalidade em Mato Grosso, ministrará os treinamentos. As aulas, dirigidas a mulheres a partir de 12 anos, serão práticas e elas vivenciarão situações de agressão como enforcamento, agarramentos, puxão de cabelo, roubo de bolsa, tentativas de estupro no chão, entre outras.

Segundo explica Taísa, atualmente, 30% dos alunos da Federação Sul Americana de Krav Maga em todo o Brasil são mulheres. “Quando elas descobrem que, apesar de não terem a mesma força física do homem, são capazes de se defender usando a técnica de forma simples, com movimentos rápidos e eficientes, elas adquirem confiança para se tornarem protagonistas contra a violência dentro e fora de casa”, conta a instrutora.

 

O que é Krav Maga

Desenvolvido em Israel, na década de 40, por Imi Lichtenfeld, o Krav Maga é uma arte de defesa pessoal e não um esporte. A técnica foi criada para que qualquer pessoa, independente de sexo ou força física, pudesse se defender de um ou mais agressores, maiores, mais fortes, armados ou não.

Por meio dos treinos, homens e mulheres aprendem a superar obstáculos físicos e mentais, adquirem coragem e confiança, equilíbrio emocional, controle sobre suas reações e, com isso, mudam sua postura diante do medo.

 

Violência contra a mulher

Os dados sobre a violência contra mulheres no Brasil são alarmantes. O Ministério da Saúde revelou que a cada quatro minutos uma mulher sofre violência física no país. Segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2019, o feminicídio aumentou em 4% em 2018 (1.206 casos) na comparação com 2017 (1.151 casos) e a violência sexual cresceu 4,1%.

Outro dado impressionante é que, em quase todos os casos de violência, o agressor da mulher é uma pessoa próxima, como o pai, padrasto, irmão, filho, ou, principalmente, ex ou atual marido ou namorado. Além disso, é em casa onde as mulheres são, na maioria das vezes, agredidas: 70% dos casos ocorrem em residência.

Em Mato grosso, somente no primeiro trimestre de 2019, 24 mulheres foram mortas, sendo que 12 foram vítimas de feminicídio. Isto dá uma média de uma morte a cada três dias e meio ou duas a cada uma semana. O levantamento foi feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), com base nos dados lançados no Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP) e informações fornecidas pelas Diretorias Metropolitana e de Interior da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT)..

 

Serviço:

Aulão de Krav Maga Exclusivo para Mulheres na Chapada dos Guimarães

Datas: Serão duas turmas – dia 27 ou 28 de outubro

Horário: 8:30 às 12:30h

Local: Av. Perimetral, 21 - Em frente a Sant'Ana Materiais para Construção em Chapada dos Guimarães – MT

Inscrição: Escola Municipal Maria Luiza De Araújo Gomes (Av. São Sebastião N° 1500 Bairro olho d'água- Chapada dos Guimarães)

Para mais informações sobre inscrição e valores: Natielly (65) 99205-2535 ou Nivea (65) 9647-8899.

As vagas são limitadas. O treinamento é somente para mulheres a partir de 12 anos. Não será permitida a entrada de homens

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.