Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 14-12-2019 às 01:44

Drama: mãe une forças para ter filho de volta

Filme “Superação – O milagre da Fé” mostra a luta de uma mãe que vai até o limite da esperança para filho viver

Cena de “Superação – O milagre da Fé”. | Creditos: Divulgação

Há filmes que, embora tenham um conteúdo aparentemente apenas religioso num primeiro momento, conseguem superar essa característica pela maneira como lidam com questões existenciais profundas. É o caso de “Superação – O milagre da Fé”, de Roxann Dawson. O drama tem como protagonista um menino de 14 anos, dado como morto após cair no gelo.

Após ficar submerso na água gelada e ter o seu falecimento clinico decretado pelos médicos, a fé da mãe faz com que o jovem volte à vida. O momento mágico indaga os profissionais de saúde, mas abre uma porta de reflexão sobre como ocorrências reais desafiam verdades que acreditamos absolutas.

Contrariando todas as expectativas, o menino não apenas sobrevive como consegue voltar a praticar seu esporte preferido, o basquete, tornando-se professor da modalidade. Todo esse processo é mostrado tendo a mãe, a excelente atriz Chrissy Mess, como o eixo central de toda essa caminhada.

Ela se apoia na sua fé para convencer a todos que a cercam da possibilidade de seu filho retornar à vida. Isso não a impede de ter crises interiores e de muitas vezes ultrapassar o bom senso no afã de vê-lo retornar à vida. O filme emociona, enfim, em sua força de acreditar no poder materno e divino de transformar o mundo.

 

Sobre o comentarista

Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.