Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 22-09-2019 às 23:04

Cachorródromo é reaberto em área nobre de SP

Área foi totalmente revitalizada pela Petz com tratamento do solo, obras nos sistemas hidráulico e de drenagem além de novos equipamentos para segurança dos animais e tutores

A Petz também instalou dez bancos de madeira para o descanso dos tutores. Convite feito. Aproveite o espaço com seu pet! | Creditos: PixaBay

Frequentadores do Parque Buenos Aires já podem levar seus cachorros para passear e brincar com segurança em área que foi totalmente revitalizada pela Petz. O “novo” cachorródromo, localizado no bairro de Higienópolis, foi reaberto pela Prefeitura de São Paulo e batizado com o nome de ParCão. Um bom pedaço de chão para os cachorros correrem e gastarem energia!

O projeto de revitalização da área, elaborado e executado pela Petz com a empresa BestPlayers, contemplou desde o tratamento do solo a obras estruturais nos sistemas hidráulico e de drenagem além de equipamentos para melhor segurança e conforto dos cachorros e seus tutores.

As obras só começaram depois que todo o solo da área foi raspado, limpo e tratado.

A parte baixa do parque acumulava água em períodos de chuva e foram feitos reparos no sistema de drenagem.

O circuito de caminhada ou corrida dos animais, que antes era de terra, agora é uma pista cimentada. Dois tipos de ambientes que os cachorros adoram para brincar foram dimensionados por entre a pista de caminhada. A parte superior do cachorródromo foi recoberta com grama e na inferior instalaram uma caixa de areia de 5 metros com pedriscos no entorno.

O portão de acesso foi trocado por entradas em dois tempos. O tutor entra com o animal, fecha a primeira porta e só então passa por um segundo portão para acessar o ParCão. O sistema aumenta a segurança e dificulta possíveis tentativas de fuga do animal. A área é acessível a cadeirantes.

A Petz também instalou dez bancos de madeira para o descanso dos tutores. Convite feito. Aproveite o espaço com seu pet!

 

Dicas importantes

Para garantir apenas boas lembranças no passeio com seu pet, a médica Mariana Sui Sato, do Centro Veterinário Seres do Grupo Petz, alerta sobre a necessidade da vacinação estar em dia. “As vacinas

evitam doenças. Para que ele possa manter contato com outros animais em segurança, a vacina antirrábica e vacina múltipla são fundamentais. A múltipla protege o pet de doenças como cinomose, parvovirose, leptospirose, hepatite infecciosa, coronavirose, adenovirose e parainfluenza e a vacina antirrábica protege o animal do vírus da raiva. Pelo risco de transmissão do vírus da raiva para humanos, a vacina antirrábica é obrigatória por lei. Nos filhotes, a vacinação é feita mensalmente até que ele complete 4 ou 5 meses de idade. Quando o cão é adulto, o tutor deve repetir a vacina contra a raiva anualmente”, diz a médica.

 

Comportamento

Quando o assunto é o comportamento dos animais, o bom senso dos tutores deve prevalecer. Por lei, as raças mastim napolitano, pitbull, rotweiller, american stafforshire, terrier devem usar focinheiras em ambientes externos. Mariana Sui Sato recomenda ao tutor fazer uma leitura do ambiente e do pet antes de liberá-lo da guia. “Alguns comportamentos indicam quando um cão se sente à vontade ou está retraído no ambiente. Por exemplo, um cão que desvia o olhar ou se vira de costas para outro animal, pode estar sinalizando desconforto com o ambiente e situação. Aí o melhor é se distanciar com ele para evitar uma ação agressiva”, recomenda Mariana Sato.

Quando usamos um parque ou um cachorródromo é importante pensar no bem estar coletivo. Recolha as fezes do pet e mantenha a limpeza do ambiente. A médica veterinária do Seres lembra que os animais também devem ser vermifugados. “A vermifugação preventiva pode ser feita a cada 6 meses. E é importante que os donos dos pets recolham as fezes em espaços públicos porque existem verminoses que podem ser transmitidas pelo contato com fezes contaminadas. O tratamento de pulgas e carrapatos também é muito importante já que algumas doenças podem ser transmitidas por estes ectoparasitas”, orienta.

Não é recomendável levar brinquedos ou petiscos nos passeios em espaços coletivos. Eles podem estimular a disputa entre os animais. “É difícil saber a reação de um cão em um grupo e disputando uma bolinha ou um petisco. Por isso a dica em cachorródromos é aproveitar o espaço para interação e deixar os mimos para brincadeiras em casa ou com cães que você já conheça e saiba que são sociáveis”, recomenda a médica veterinária do Seres.

 

Serviço

ParCão do Parque Buenos Aires

Endereço: Avenida Angélica, 1500- Higienópolis, São Paulo

Horário de funcionamento: 6h às 19h

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.