Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 12-11-2019 às 06:41

Mitos e verdades sobre afta

Especialista responde dúvidas frequentes sobre sua causa e tratamento

A afta é uma lesão não infecciosa e não contagiosa. | Creditos: PixaBay

Conhecida por ser dolorida e aparentemente surgir sem causa alguma na mucosa labial, bochecha e lateral da língua, a afta costuma interferir na fala e na mastigação, devido ao incômodo gerado. Por ser um problema comum, muitas pessoas acabam recorrendo a remédios caseiros para aliviar a dor.

Porém, o Dr. Fábio Bibancos, ortodontista e consultor da GUM, marca mais inovadora em cuidado bucal do Brasil, alerta que a automedicação pode agravar ou retardar o desaparecimento de aftas,  além disso, qualquer ferida que persista por mais de uma semana deve ser examinada por um dentista. O especialista revela os principais mitos e verdades sobre a lesão bucal: 
 

A afta pode ser causada por diversos motivos.

Verdade. O problema pode ser causado por fatores nutricionais, genéticos, distúrbios hormonais, desordens imunológicas, trauma local e até mesmo devido ao estresse. “Algumas pessoas são mais propensas à terem aftas do que outras, mas uma das principais causas é o trauma mecânico, por exemplo, uma mordida acidental da mucosa”, esclarece.
 

Receitas caseiras e automedicação podem solucionar o problema.

Mito. Na maioria dos casos o incômodo e a lesão demoram em torno de uma semana para desaparecer, sendo os primeiros dias os mais doloridos. O profissional explica que, o melhor é esperar a afta desaparecer. Até existem algumas pomadas que auxiliam o processo de cicatrização, porém a automedicação nunca é recomendada. Aplicar sal, água oxigenada ou até o bicarbonato de sódio diretamente na lesão é uma péssima escolha. Caso a lesão persista por mais de 15 dias, deve-se procurar um cirurgião-dentista para avaliação.
 

Alimentos ácidos podem agravar o problema.

Verdade. Uma vez que o problema já apareceu, alimentos ácidos podem aumentar o incômodo gerado, sendo assim é bom evitar estes alimentos, como frutas e bebidas ácidas, enquanto espera a afta cicatrizar. No entanto, se acabar consumindo algum destes alimentos, o especialista recomenda que a pessoa faça um bochecho com água logo após a refeição, pois isso ajuda a neutralizar o ph da saliva, evitando ainda mais a irritação da mucosa. 
 

Aftas podem se transformar em um tumor.

Mito. “A afta não se transforma em câncer, porém, deve-se atentar para toda lesão bucal que permaneça por mais que 15 dias, procurando por um cirurgião-dentista para a investigar a lesão e dar um diagnóstico preciso”.
 

Afta é a mesma coisa que herpes.

Mito. Enquanto a afta é uma lesão não infecciosa e não contagiosa, o herpes labial, por sua vez, é uma doença contagiosa e infecciosa, causado por um vírus e se caracteriza por lesões de pequenas bolhas.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.