Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 19-10-2019 às 23:43

Saiba como abrir uma hamburgueria de sucesso

Mercado de hamburgueria tem boas perspectivas de crescimento

As hamburguerias são o segmento de mercado com maior expansão na gastronomia brasileira na atualidade.  | Creditos: PixaBay

As hamburguerias são o segmento de mercado com maior expansão na gastronomia brasileira na atualidade. Deacordo com uma pesquisa realizada pela In Bureau de Informação, trata-se do setor que teve o maior crescimento dos últimos três anos no mercado gastronômico, especialmente no eixo Rio-São Paulo.

De acordo com consultores e especialistas, o mercado cresceu, a concorrência aumentou e as marcas queinovam tendem a seguir conquistando bons resultados e novos públicos. Ana Vecchi, CEO da Ana Vecchi Business Consulting, consultoria especializada em inteligência na criação e expansão de negócios, explica quetodo mercado que passa por uma alta muito grande, um “boom”, acaba passando também por um período, logo na sequência, de estabilização e profissionalização dos negócios. Segundo a profissional é neste momento queas boas marcas, aquelas com melhor estrutura, solidificam-se no mercado, enquanto as demais diminuem detamanho e até deixam de existir.

Paulo Ancona, sócio-diretor da Ancona Consultoria, compartilha a mesma opinião e diz que é imprescindível que as marcas que queiram se perpetuar no mercado apostem em um bom plano de negócios, façam um bom planejamento de marketing, invistam em capacitação e treinamento para que o atendimento aos clientes seja cada vez melhor e avaliem a possibilidade de novidades, com produtos de qualidade, para seguir encantando os frequentadores assíduos e conquistando novos.

Um bom exemplo de player desse setor é o BUSGER. A hamburgueria tem, hoje, 10 endereços na capital e umno ABC Paulista e planeja fechar 2019 com o dobro de unidades. A marca foi criada em 2014 por Rodrigo Arjonas e Luciano Oberle, que queriam um negócio próprio em que pudessem aliar retorno financeiro esatisfação pessoal.

Um dia, em julho de 2014, entre pesquisas e ideias, encontraram um ônibus antigo, um clássico ônibus escolar americano de 1987, totalmente original. Sem saber direito o que iriam fazer com aquilo, mas com um feeling deque ali estava o futuro do negócio próprio, decidiram investir R$ 50 mil e comprar o veículo de 12,5 metros decomprimento. Na sequência veio a ideia da hamburgueria, uma paixão de ambos.

Ramo definido, os sócios vislumbraram um negócio que ocupasse o gap que existia entre os food trucks e as lanchonetes tradicionais, com cardápio composto apenas por produtos de qualidade, conforto para os clientes usufruirem de uma experiência diferente e um ambiente que fosse ao mesmo tempo moderno e acolhedor.

O início do negócio, de acordo com Arjonas, foi trabalhoso e revelou desafios. Um dos aspectos mais importantes do negócio, na visão do empreendedor, é encontrar um ponto onde instalar o negócio. Outro écontratar as pessoas corretas para trabalhar nas unidades. Além disso, a rede prima por parceiros de peso e as negociações para ter essas marcas desde o início foi importante.

Para criar a hamburgueria, os sócios desenharam plano de negócio, pensaram nos processos de gestão, viabilizaram o lado financeiro, buscaram no mercado as melhores matérias primas e equipamentos para cozinha, criaram um menu interessante, investiram em tempo e pesquisa para encontrar um bom ponto comercial, treinaram equipe, estabeleceram estratégias de marketing, etc. Chegaram ao consenso de que apesar de ter as cozinhas dentro dos ônibus, o negócio não seria móvel. Ao contrário, ficaria sempre em endereços fixos, o quepermitiria a ambientação do local para receber os clientes. Para isso, criaram uma atmosfera diferente nas unidades, que são bem decoradas, contam com mesas e cadeiras confortáveis, som ambiente agradável, telões de LED, etc.

Arjonas lista alguns aspectos que precisam ser levados em conta na hora de criar uma hamburgueria. Na visão dele, são importantes: desenvolvimento e adaptação frequentes do plano de negócios; desenvolvimento eatualização de cardápio; definição de parceiros e fornecedores estratégicos; criação, execução e adaptação frequente de plano de marketing; boa localização; bom uso de redes sociais; formação de um bom time decolaboradores; treinamento constante; foco na qualidade; apresentação de novidades no cardápio com alguma regularidade e realização de ações em datas especiais. “Claro que é muito mais simples se houver a chance depegar o negócio já formatado, pronto para ser operado, como é o caso do BUSGER, que tem modelo defranquias”, destaca o empresário.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.