Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 23-08-2019 às 05:59

Rosa do deserto é novo projeto de Jean Nouvel em Qatar

O arquiteto francês assina o Museu Nacional de Qatar, que simboliza a história nacional

O simbolismo por trás da contradição era um dos objetivos que Nouvel gostaria de alcançar, como revelou “o prédio que eu desenhei precisava refletir três histórias diferentes: a primeira é a história da península e seus habitantes.  | Creditos: Iwan Baan/CASACOR

A cidade de Doha ganhou uma nova instalação arquitetônica: o Museu Nacional do Qatar, com 350 metros de extensão dedicados à história do país.

Assinado pelo francês Jean Nouvel, o projeto é inspirado no mineral rosa do deserto, formação de areia cristalizada que se assemelha a uma flor, típica da região do Golfo Pérsico.

O design do projeto faz referência à imortalidade do deserto, ao mesmo tempo em que capta o espírito da modernidade em Qatar.

O simbolismo por trás da contradição era um dos objetivos que Nouvel gostaria de alcançar, como revelou “o prédio que eu desenhei precisava refletir três histórias diferentes: a primeira é a história da península e seus habitantes. A segunda é sobre a exploração da costa e do estilo de vida do deserto, e a última cobre a aceleração econômica que promoveu prosperidade”.

Grandes curvas moldam os discos que definem a aparência externa do museu, tornando a experiência para o visitante não só arquitetônica, mas espacial e sensorial. O prédio se ausenta quase totalmente de linhas verticais, pois os arcos também definem o aspecto interior do prédio. A interligação dos discos compõe espaços totalmente geometrizados, únicos em forma e aparência.

Além de equivalência estética com a rosa do deserto, os discos também foram projetados para oferecer proteção contra a luz do sol, lançando grandes sombras para garantir uma boa passagem entre suas galerias.  

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.