Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 25-06-2019 às 18:23

Dicas para melhorar a vida sexual após os filhos!

Ginecologista especializada em sexualidade humana passa dicas para melhorar a vida íntima do casal

Tirem um tempo para vocês! | Creditos: PixaBay

Quem tem filhos sabe que crianças, especialmente as pequenas, demandam energia, cuidados e uma carga mental intensa. Aí, quando sobre um tempinho, os pais, exaustos, só querem saber de descansar. Mas te garanto que o mínimo de esforço para não deixar o desejo apagar é mais importante do que imagina...

Um grande erro é pensar que a intimidade entre os pais não tem importância para o desenvolvimento dos filhos. Mas é justamente o contrário. Filhos que crescem vendo respeito, união, carinho, aproximação entre os pais tendem a ser adultos mais seguros (a ciência já provou). O repertório emocional das crianças sofre muita influência deste relacionamento entre os pais.  Crianças pequenas aprendem com exemplo, não é mesmo?

Faz parte de uma construção emocional saudável que a criança entenda que os pais querem ficar juntos e sozinhos, que essa relação importa e que, em alguns momentos, elas não vão participar. E não tem problema, inclusive, dizer pra criança que "a mamãe agora vai ficar com o papai e você vai..."pro quarto dormir', 'ficar com a sua avó', etc...

Apesar da alegria pela presença de um filho, os pais continuam a ser um casal. Agora com demandas de mais uma pessoa, mas ainda devendo cuidar um do outro. O contato sexual é uma forma de manter a conexão. E a satisfação sexual é "uma recompensa" (sim, é assim que seu cérebro entende) que atua neste engajamento.

Mas como fazer isso no meio do caos da vida com filhos?  Confira algumas dicas:

1 - Tirem um tempo para vocês! Não deixem todo o tempo livre para resolver pendências da criança, da família, do trabalho... E se acham que não têm tempo livre, criem um tempo: no mínimo, uma vez por semana, para se dedicarem APENAS um ao outro (E SEM CELULAR!!!!!!!!). Olhem no olho, escutem, não falem nada, mas fiquem juntos... Pare de achar que isso não faz diferença para sua família!

 

2 - Não deixe a culpa te dominar - É comum algumas mães e, sim, alguns pais, sentirem-se culpados em deixar a criança com alguém para sair e namorar. Podem se sentir egoístas ou negligentes por estar deixando de ficar com a criança depois de uma semana trabalhando e dedicando pouco tempo aos filhos. Mas saiba que pais felizes, realizados, que se cuidam - e isso inclui a saúde sexual - são mais competentes em criar filhos seguros, com autoestima elevada e que se sentem amados. A lição que você dará a eles é que criem afeto também!

 

3 - Aproveite e perceba o prazer do contato. Muita gente foca no prazer sexual do orgasmo, mas nem sempre isso é possível. Não é apenas no sexo com penetração que sem tem prazer. Tente prestar atenção nas sensações corporais vindas do toque do carinho e outros tipos de contato. O banho é um bom momento para se curtir a dois. A água traz relaxamento e bem-estar.

 

4 - Por que não uma rapidinha? As vezes criamos um monte de critérios para ter relação. Tem que tomar banho antes, fazer isso e aquilo, esperar não sei mais o que... Nem toda relação sexual precisa ser de igual aquelas dos filmes românticos. Se você gosta assim, tudo bem. Mas não precisa criar empecilhos e evitar, se não for possível. Se surgir a oportunidade, aproveite!

 

5 - Coloque o sexo como prioridade na agenda! - Claro, que o sexo não deve ser considerado uma obrigação, mas se somente dessa forma você consegue organizar espaço na rotina para ele, talvez seja um jeito de começar. Usado com inteligência, o sexdating - marcar horário pra transar - pode ajudar a reaquecer a relação a dois, deixando a rotina mais leve e gostosa. Se não quiser combinar com o parceiro, pelo menos marque um dia para pensar em sexo, se prepare para o sexo, acostume-se a dar importância a esta área da sua vida com mais frequência!

 

A médica montou um Workshop para ajudar um maior número de mulheres. "Sexualidade depois dos filhos. O evento tem como objetivo debater questões que interferem no relacionamento do casal depois do nascimento das crianças e oferecer ferramentas para a mulher reaquecer a relação. Temas como variações de humor no pós-parto e o papel dos hormônios, alterações corporais, amamentação e prazer, imagem corporal, depressão pós-parto, papel do parceiro e outras formas de prazer serão abordados de forma descontraída, clara e o objetiva. "Manter a relação do casal aquecida com filhos pequenos em casa pode parecer um problema, mas ter uma sexualidade saudável é importante para manter a proximidade no relacionamento, além disso, a troca de afeto mantém os laços familiares e renova as energias para o casal conseguir superar as dificuldades do dia a dia", explica Nathalie Raibolt.

O workshop contará também com a fisioterapeuta Nathalia Moura, que irá ensinar exercícios para o fortalecimento do assoalho pélvico, que ajudam na recuperação pós-parto e também podem contribuir para o aumento do prazer.  "O fortalecimento dos músculos da região pélvicapode reverter a incontinência urinária, que atinge mais de 40% das mulheres no pós parto e influencia muito na questão da sexualidade", explica Nahtalia Moura. 

O evento "Sexualidade depois dos filhos", será no dia 1° de junho (Sábado), no Espaço Matter Luz, que fica na Avenida das Américas 12.900 Bl.02 sala 111. As inscrições devem ser feitas pelo email: nathalieraibolt@gmail.com.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.