Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 20-07-2019 às 09:51

Celulite: para de se esconder na praia!

Dermatologista explica sobre tratamentos

A celulite é um dos problemas estéticos mais temidos! | Creditos: PixaBay

A celulite tem o nome técnico de Lipodistrofia Ginóide e nada mais é do que o depósito de gordura sob a pele.  “Ela se caracteriza pelo aspecto ondulado da epiderme, tipo “casca de laranja”, e é mais comum em algumas áreas do corpo como quadris, coxas,  adegas, parte inferior do abdômen, braços e nuca”, explica a dermatologista Dra. Mônica Fialho, diretora da clínica Barraskin no Rio de Janeiro.   

A celulite costuma afetar cerca de 95% das mulheres após a puberdade, e é mais comum entre as de pele branca. “As “ondulações” da pele típicas da celulite ocorrem devido à saliência da gordura hipodérmica na pele. Ela aparece quando há uma alteração causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células, fazendo com que essas células fiquem cheias e endurecidas, deixando o local com desníveis (ondulações e retrações) e nódulos”, detalha a médica.

A celulite pode estar ou não associada à obesidade. Com o aumento do peso, ela aparece mais, pois o aumento das células gordurosas acentua o repuxamento das fibras.

“Quando o acúmulo de gordura ocorre de forma excessiva, pode comprimir vasos sanguíneos e linfáticos levando a formação de edema(inchaço) e fibrose. Nesta situação, a celulite se torna mais grave, formando áreas endurecidas e nodulares. Em alguns casos, ocorre até mesmo inflamação e dor local”, alerta a dermatologista Mônica Fialho.

Para obter e manter bom resultado no tratamento de celulite é importante destacar que o paciente deve ter uma rotina de alimentação saudável e exercícios físicos.  “Se for possível realizar periodicamente massagem ou drenagem manual, o resultado pode ser melhor”, recomenda a médica.  

Há várias opções de tratamentos oferecidos no mercado, mas é preciso ter cuidado e avaliar com crítica essas propostas que, muitas vezes, têm custos elevados e desproporcionais aos resultados possíveis. “É fundamental a avaliação de um médico dermatologista. Entre tratamentos que podem ser recomendamos estão a radiofrequência, que pode ser associada a radiação infravermelha, e o ultrassom macro focado. Massagem e drenagem auxiliam na circulação.  Cabe destacar que nenhumtratamento para celulite e flacidez funciona sem  hábitos alimentares saudáveis. É preciso reduzir o consumo de açúcar e gorduras, tomar muita água e praticar exercícios físicos”, conclui Dra. Mônica. 

 

Sobre a especialista:

Dra. Mônica Fialho

Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia

Sócia efetiva da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 

Membro da Academia Americana de Dermatologia. 

Pós-graduada em Dermatologia pela Universidade do Estado do Rio de janeiro (UERJ). 

Pós-graduada em Cirurgia Dermatológica pelo Hospital Geral de Bonsucesso.  

Dirige a Clínica BarraSkin, no Rio de Janeiro.  

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.