Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 20-07-2019 às 10:08

Construir uma casa: quais erros não cometer?

Grande parte da população não é especializada nessa área, fazendo com que muitos erros sejam cometidos.

O desejo de construir a casa dos sonhos acompanha muitos brasileiros, mas não são poucas as histórias de casos em que esse sonho virou pesadelo por problemas ocorridos na hora da construção. | Creditos: PixaBay

O desejo de construir a casa dos sonhos acompanha muitos brasileiros, mas não são poucas as histórias de casos em que esse sonho virou pesadelo por problemas ocorridos na hora da construção. Ocorre que grande parte da população não é especializada nessa área, fazendo com que muitos erros sejam cometidos.

“A construção de uma casa deve levar em conta muitos fatores, que vão além da vontade. É necessário que se tenha planejamento e organização, para que não termine com um projeto que não gostou ou com muitas dívidas”, explica o Diretor Geral do Grupo Realibras/Conspar, Eufrásio Humberto Domingues.

Humberto acompanha projetos há muito tempo e já vivenciou situações variadas, onde quem se propôs a construir foi prejudicado. Abaixo ele listou alguns desses erros:

Falta de planejamento: a pessoa quer construir e não se preocupa com os diversos fatores que isso envolve. Assim, o primeiro passo é sentar e colocar todas variáveis existentes na ponta do lápis;

Terreno inadequado: é preciso ver se o terreno está de acordo com os objetivos e também com o bolso. Na hora de comprar um terreno é preciso saber se ele possui infraestrutura, se está regular e se não é localizado em uma área que apresenta problemas para construção;

Não ter projeto: é fundamental que tenha um engenheiro ou arquiteto responsável pelo projeto, isso minimiza riscos. “Esse ponto é tão importante que disponibilizamos opções gratuitas para quem adquire nossos projetos”, conta o diretor do Grupo Realibras/Conspar;

Não mensurar os gastos: ou mensurar de maneira errada. Com o projeto em mãos é preciso ver tudo que se vai gastar, conhecer seu orçamento para obra e depois fazer cotações. Lembrando que não se pode esquecer do acabamento, móveis e tributos que podem surgir;

Mão-de-obra barata: muitas vezes para economizar, busca-se por uma mão-de-obra não especializada. A casa é um lugar que precisa de uma construção confiável e a segurança deve ser colocada em primeiro lugar, não podendo ser deixada na mão de amadores;

Produtos baratos: mais um caso da série “o barato pode sair caro”. Buscar produtos de categorias duvidosas pode ocasionar sérios problemas em um curto período de tempo. Isso também pode custar uma reforma até mais cara, fazendo com que essa economia inicial não tenha valido a pena.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.